NOTÍCIAS DE MARACAÇUMÉ/JUNCO DO MARANHÃO E REGIÃO. Contato: (98) 98721-8362 E-mail: blogdorenatocosta@gmail.com

sexta-feira, 5 de abril de 2019

Câmara de vereadores de Maracaçumé aprova prestação de contas do ex-prefeito João do Povo



Em regime de urgência a Câmara de vereadores de Maracaçumé aprovou as prestações de contas, exercício 2007/2008, do ex-prefeito João do Povo na sessão desta sexta-feira (05). Somente os vereadores Nego do Chaga, Hilary Máxine e Pablo Mendes foram contrários a aprovação do requerimento de autoria do vereador Chico Moura que é líder do governo na casa.

João do Povo já havia sido condenado pelo tribunal de contas do estado a devolver mais de 13 milhões de reais aos cofres públicos por diversas irregularidades em sua gestão. Entre elas a não realização de processos licitatórios; ausência de Lei que regulamente a contratação temporária de servidores; ausência de demonstrativos referentes a Encargos Sociais; não apresentação dos balanços contábeis e balancetes de verificação e ausência de Lei que trata do subsídio do Prefeito.

A sessão foi marcada pela participação popular. Alguém na plateia gritou que iria espalhar na cidade quais os vereadores votaram aprovando o requerimento. O autor do petição, Chico Moura, respondeu dizendo: “Nossas contas serão julgadas ano que vem, porque os 11 que estão aqui passaram pelo julgamento em outubro do ano que vem. Aí nós vamos ver quais foram os vereadores que passaram pelo crivo do povo”. Disse.
Vereador Nego do Chaga

Nego do Chaga condenou a aprovação do requerimento e considerou vergonhoso o ato da casa: “Hoje eu tive uma grande tristeza na câmara de Maracaçumé, pois vi meus companheiros terem a coragem e audácia de se voltar contra o cidadão maracaçumeense, porque foi essa a verdadeira atitudes deles ao aprovarem a prestação de contas de um ex-gestor que nós tirou milhões. Votei contra essa prestação de conta. Votei por mim e por milhares de cidadãos da nossa cidade. Votei pelos meus princípios de eleitor e meus deveres políticos”. Afirmou.   

Esse requerimento pegou de surpresa os vereadores de oposição e a população em geral que ficou sabendo apenas minutos antes da votação.

Em fim... Como disse Chico Moura, as urnas farão o julgamento dessas atitudes (nada plausível) para a função de vereador que é de fiscalizar e zelar pelo erário.

Vereador Chico Moura




← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Editado e Instalado por