NOTÍCIAS DE MARACAÇUMÉ/JUNCO DO MARANHÃO E REGIÃO. Contato: (98) 98721-8362 E-mail: blogdorenatocosta@gmail.com

sábado, 29 de dezembro de 2018

Maranhão terá a partir de janeiro plano de apoio aos municípios com foco na alfabetização nas séries iniciais


Em mais um esforço para aumentar a qualidade do ensino público no Maranhão, o Governo do Estado lança o Pacto Maranhense pela Aprendizagem. A iniciativa integra o macro programa Escola Digna, que vem revolucionando a educação com a construção, reforma e equipamento para unidades escolares. O Pacto terá como diferencial a abrangência nos 217 municípios maranhenses sendo direcionado para o fortalecimento da Educação Infantil, com fins a melhoria do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). A estratégia será aplicada na rede de educação pública, a partir de 2019, e tem foco na leitura e escrita.

“O Pacto Estadual pela Aprendizagem é uma extensão do Programa Escola Digna para os municípios. Já no dia 1º de janeiro iremos editar os atos relativos a esse pacto, de modo que no segundo mandato além de olharmos para a rede estadual, daremos uma ênfase muito grande no apoio aos municípios para que desde a Educação Infantil e o Ensino Fundamental já exista esse engajamento de todos os dirigentes públicos do Maranhão na elevação da qualidade do ensino. A educação é o caminho verdadeiro para falarmos de desenvolvimento”, declarou o governador Flávio Dino sobre a medida.

O secretário de Estado de Educação (Seduc), Felipe Camarão, pontuou que o Pacto Maranhense pela Aprendizagem é de extremo significado e importância para complementar a política educacional já desenvolvida pelo Governo do Maranhão, que tem alcançado resultados positivos para gestores, professores e, principalmente, para os estudantes.

“O Pacto é a continuidade dessa política de educação, com foco nos direitos de aprendizagem que devem ser assegurados da Educação Infantil ao Ensino Fundamental. A estratégia complementa as ações do Escola Digna, com fins ao enfrentamento dos desafios educacionais e melhoria do Índice de Desenvolvimento da Educação no estado”, reiterou o gestor.

As diretrizes da iniciativa terão base na aprendizagem da leitura e escrita na idade certa, nas séries iniciais. O foco na Educação Infantil tem como objetivo fortalecer a educação de base e consta do plano de governo para a segunda gestão do governador Flávio Dino. O Pacto proporcionará a formação continuada de professores do Ensino Fundamental da rede pública; além de fortalecer o regime de colaboração entre Governo e Prefeituras.

“A proposta desta estratégia é contribuir para a qualificação das práticas de gestão da aprendizagem, assegurando os direitos dos estudantes do Ensino Fundamental e pela melhoria dos indicadores educacionais do Estado”, destacou a coordenadora da Assessoria Técnica Pedagógica aos Municípios pela Seduc, Adelaide Diniz.

O Pacto Maranhense pela Aprendizagem propõe ações para correção do fluxo escolar, corrigindo a distorção de incompatibilidade entre idade e escolaridade. “Com estas e outras medidas, pretende-se que o aluno curse a série em acordo com a idade estabelecida. Essa regularidade vai favorecer o aprendizado, a melhor recepção do que é colocado em sala e vai influir, ainda, na autoestima do estudante”, explicou Adelaide Diniz.

Constam ainda das diretrizes do Pacto: a promoção de formação continuada aos professores em serviço; estímulo à auto formação dos profissionais das redes pública da educação básica; fortalecimento das práticas democráticas de gestão e avaliação do desempenho escolar; ações de enfrentamento da exclusão escolar estimulando o acesso e permanência na escola com qualidade e equidade, priorizando a regularização de fluxo escolar; e estímulo a ações para o acompanhamento, avaliação e intervenção pedagógicas.

O público alvo, que será alcançado diretamente pela proposta, corresponde a mais de 80 mil profissionais da educação nas séries Infantil, Inicial e Final (gestores e professores); mais de 10,1 mil escolas municipais; e mais de 1,3 milhões de alunos, na rede municipal. Na rede estadual, serão beneficiados diretamente, 2,5 mil profissionais da educação, 394 escolas e mais de 28,7 mil alunos, incluindo indígenas.

Por meio do Pacto Maranhense pela Aprendizagem serão disponibilizados materiais didáticos (cadernos de orientações pedagógicos para qualificação curricular); realizado acompanhamento, monitoramento e avaliação mensal; e prestada assessoria para uso de recursos federais, priorizando as intervenções no processo de aprendizagem. Todas as atividades serão promovidas a partir da pactuação com os municípios.

Escola Digna

O programa Escola Digna foi criado a partir do Plano Mais IDH, como ação estratégica de combate à extrema pobreza e de promoção de justiça e cidadania para milhares de maranhenses excluídos do processo social, cultural e político. 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Editado e Instalado por