NOTÍCIAS DE MARACAÇUMÉ/JUNCO DO MARANHÃO E REGIÃO. Contato: (98) 98721-8362 E-mail: blogdorenatocosta@gmail.com

sábado, 4 de agosto de 2018

Junco do Maranhão adere ao PROERD



A prefeitura de Junco do Maranhão aderiu ao Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD) sob o aval do prefeito Antonio Filho (PCdoB). A adesão é mais uma alternativa que a gestão busca para diminuir o consumo de drogas no território municipal, sobretudo entre os jovens.

Os vereadores Neguinho e Novato participaram do momento de apresentação do Proerd. A secretária de educação Francisca, a assessora Celijane, o prefeito Antonio Filho e a primeira dama Katiuscia também estiveram presentes e ficaram entusiasmados com a iniciativa.

A parceria é com a Polícia Militar que já atua no município, agora de mãos dadas todos assumem a missão de erradicar o uso desenfreado dos entorpecentes por meio da educação e orientação.

Saiba mais sobre o Proerd

O Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) consiste num esforço cooperativo estabelecido entre a Polícia Militar, a Escola e a Família, tendo como missão e visão:

Missão: ensinar aos estudantes boas estratégias de tomada de decisão para ajudá-los a desenvolver habilidades que os permitam conduzir suas vidas de maneira segura e saudável.

Visão: construir um mundo no qual os jovens de todos os lugares estejam capacitados para respeitar os outros e para escolherem conduzir suas vidas livre do abuso de drogas, da violência e de outros comportamentos perigosos.

Os objetivos específicos do programa incluem:

Desenvolver nos jovens estudantes habilidades que lhes permitam evitar influências negativas em questões afetas às drogas e violência, promovendo os fatores de proteção.

Estabelecer relações positivas entre alunos e policiais militares, professores, pais, responsáveis legais e outros líderes da comunidade escolar.

Permitir aos estudantes enxergarem os policiais militares como servidores, transcendendo a atividade de policiamento tradicional e estabelecendo um relacionamento fundamentado na confiança e humanização.

Estabelecer uma linha de comunicação entre a Polícia Militar e os jovens estudantes.

Abrir um diálogo permanente entre a "Escola, a Polícia Militar e a Família", para discutir questões correlatas à formação cidadã de crianças e adolescentes.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Editado e Instalado por