NOTÍCIAS DE MARACAÇUMÉ/JUNCO DO MARANHÃO E REGIÃO. Contato: (98) 98721-8362 E-mail: blogdorenatocosta@gmail.com

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Sete cidades receberão diálogos pelo maranhão neste fim de semana

O Movimento Diálogos pelo Maranhão estará em sete cidades no oeste maranhense neste fim de semana. Coordenados por Flávio Dino, os eventos seguem ouvindo a população, lideranças políticas, movimentos sociais, sindicais, religiosos, empresariais, políticos e populares para construção de um novo modelo de desenvolvimento social e econômico do estado.
Em 12 meses, o Diálogos pelo Maranhão já percorreu mais de 100 municípios de todas as regiões do estado, discutindo propostas que resultem na superação dos índices sociais. As primeiras 53 propostas que surgiram durante o movimento já foram apresentadas e compõem as diretrizes para formulação do Plano de Governo de Flávio Dino.
Esta semana, os debates começarão por Turiaçu na próxima sexta (2), às 11h; seguem para Maracaçumé, às 16h, e em Centro Novo, às 19h. No sábado (3), a programação inicia por Luís Domingues, às 9h, depois será em Godofredo Viana, às 11h, segue para Cândido Mendes, às 15h. A programação do fim de semana se encerra em Boa Vista do Gurupi, às 18h. O evento passará por estas cidades para conversar com a população e buscar soluções para os problemas que apresentados pela região.



sábado, 26 de abril de 2014

As ultimas de ontem


ANDRÉ VARGAS SE DESFILIOU DO PT. 
Grande coisa... Ele deveria era sair da política e devolver o bom senso ao congresso nacional, se é que existe isso por lá, né?

CASO BERNARDO
Uma pergunta: por onde andava o bom senso do pai e da madrasta do menino que foi assassinado com crueldade? Primeiro: o pai é um monstro, merece ser enforcado, e a madrasta não existe palavras pra defini-la. A melhor maneira de fazer com esses dementes paguem pelo crime e mandá-los para os presídios de pedrinhas, aqui no Maranhão... Será que sairiam vivos?

CPI DA PETROBRAS 
A querida ministra, Rosa Weber, aprovou a CPI, exclusiva, da Petrobras. Graças a Deus ela usou a inteligência e mostrou ao povo dignidade. Porque, caso contrário, eu iria fazer uma oração de 21 dias pra ela ficar MUDA para sempre (Brincadeira), viva a CPI... Graça Foster, Lula e Dilma que se cuidem... Vem chumbo groso por aí!...

COPA DO MUNDO
Está quase tudo pronto para o copo do mundo. A Fifa pula de alegria ao ver o seu maior erro dos últimos tempos (copo do mundo no Brasil) sair do papel. Não do jeito que eles queriam, mas está melhor do que o imaginado. Enquanto isso: o país do futebol e da copa tem os piores índices na educação, falta saúde, sobre corrupção e, ainda, acreditem, tem gente com coragem de votar no PT que está financiando tudo isso! Pra mim chega, estou pensando em mudar de país.

REPROVAÇÃO RECORDE.
Lobão Filho, o Edinho, aquele que quer ser governado teve uma reprovação recorde em recente pesquisa. É... Parece que o grupo Sarney está dentro de um barco furado e afundando lentamente. Tudo tem o fim, e esperamos que esse barco afunde para sempre!

INACREDITÁVEL 
A festa de São João começou ontem em Aracajú e vai durar até o final de Julho. Dois meses de Festa. É por isso que o Brasil não vai pra frente, seu povo só pensa em farrear... Estudar que é bom ninguém quer! 



Eleitor tem até o dia 7 de maio para tirar ou transferir título

Da Agência Brasil

O eleitor que pretende tirar o título pela primeira vez ou pedir a transferência do documento para outro estado tem até o dia 7 de maio para fazer os pedidos à Justiça Eleitoral. O prazo também vale para pessoas com deficiência solicitarem transferência para seções adaptadas. O primeiro turno das eleições será no dia 5 de outubro.

Para resolver as pendências, basta procurar o cartório eleitoral mais próximo. Para quem vai tirar o título pela primeira vez, é preciso levar documento oficial com foto, comprovante de residência e certificado de quitação do serviço militar, no caso dos homens, maiores de 18 anos.

Para transferir o domicílio eleitoral para outra cidade, o eleitor deve apresentar um documento oficial de identificação com foto, o título de eleitor e um comprovante de residência. Algumas regras também devem ser observadas, como não ter pendências com a Justiça Eleitoral, morar no endereço atual há mais de três meses, ter tirado o primeiro título ou ter feito a última transferência do documento há pelo menos um ano.


No site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) também é possível fazer o pré-atendimento, até o dia 2 de maio, antes de procurar os cartórios. O eleitor pode acessar a página Título Net, do TSE, ferramenta disponível para agilizar atendimento final, feito nos cartórios eleitorais. Após preencher os campos de identificação, o usuário deve comparecer ao cartório com a documentação exigida para concluir o atendimento e receber o documento.

Perguntas não ofendem


Por Ricardo Sette
Ela foi professora da rede estadual de Santa Catarina durante pouco mais de dez anos.
Ela militou em comunidades eclesiais de base, na Pastoral Operária e em associações de moradores.
Ela ajudou a fundar o PT na cidade em que vivia em Santa Catarina.
Ela foi sindicalista em diferentes organizações, desde a associação de professores até o sindicato dos “trabalhadores em educação”.
Foi fundadora da CUT em Santa Catarina, e depois tesoureira do órgão.
Foi duas vezes deputada estadual, uma vez senadora e, quando tentou ser governadora do Estado, terminou a disputa em terceiro lugar.
Foi ministra da Aquicultura e Pesca, seja lá o que isso signifique.
Foi ministra das Relações Institucionais, mas como na prática ficou sem função, segurando a pastinha do verdadeiro articulador político do governo Dilma, o chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, acabou ganhando a Secretaria dos Direitos Humanos.
A presidente Dilma, mesmo depois do fracasso estrondoso que foi a tentativa de indicar um senador atolado em processos para o Tribunal de Contas da União (ideia de Renan Calheiros, presidente do Senado, que a presidente encampou), pensa em apoiá-la para o cargo.
Vocês já sabem: trata-se da ministra Ideli Salvatti.
Ela ficaria onde está até que haja uma nova vaga no TCU, o que ocorrerá em novembro, quando o ministro José Jorge atingirá a idade-limite de 70 anos. Pela Constituição, que prevê que 6 dos 9 ministros do TCU sejam escolhidos pelo Congresso, esta vaga será teoricamente preenchida pelo Congresso (no caso, pela Câmara dos Deputados), porque José Jorge, ex-senador, havia sido indicado pelo Legislativo.
E nós sabemos que o governo Dilma tem maioria com sua chamada “base de sustentação” no Congresso e, portanto, teoricamente aprova o nome que quiser. No caso, o de Ideli.
Agora, pergunto — já que perguntar não ofende: em tudo o que vocês leram acima sobre as atividades da ministra, em que, exatamente, ela se qualifica para ser ministra do Tribunal de Contas?
Vejam o que a Constituição, em seu artigo 72, inciso III, coloca como exigências para integrar o tribunal, além dos requisitos normais referentes à idade, idoneidade etc:
“III – notórios conhecimentos jurídicos, contábeis, econômicos e financeiros ou de administração pública;
IV – mais de dez anos de exercício de função ou de efetiva atividade profissional que exija os conhecimentos mencionados no inciso anterior.”
Qual sua competência técnica? Ondo estão os “notórios conhecimentos”, sobretudo jurídicos (ela se formou em Física), contábeis, econômicos e financeiros?
Onde estão os “mais de dez anos de exercício ou de efetiva atividade profissional” que exija tais conhecimentos? Nos sindicatos de professores? Nas salas de aula? Na CUT?
Quanto ela conhece de contabilidade, matemática financeira, Direito Constitucional, Direito Administrativo e mais centenas de habilidades necessárias para ser um ministro minimamente competente do TCU?
Digo e repito: perguntar não ofende.


quarta-feira, 23 de abril de 2014

Senado aprova Marco Civil da Internet


Priscilla Mendes Do G1, em Brasília

O plenário do Senado Federal aprovou nesta terça-feira (22) o projeto de lei que institui o Marco Civil da Internet, considerado uma espécie de Constituição para uso da rede no país. O texto, que foi aprovado no mês passado pela Câmara dos Deputados, não sofreu alteração de conteúdo pelos senadores e seguirá agora para sanção da presidente da República.

O projeto, que estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para internautas e provedores, tramitou por menos de um mês no Senado. A pedido do Palácio do Planalto, os senadores aliados barraram as propostas de alteração sugeridas. Se isso ocorresse, o texto teria que retornar para análise dos deputados, o que adiaria a aprovação.

O governo tinha pressa em aprovar a matéria devido à conferência internacional sobre governança na internet, que será realizada em São Paulo nesta semana. A presidente Dilma Rousseff vai participar do evento nesta quarta e quer levar o Marco Civil como uma das respostas do seu governo às denúncias de que autoridades e empresas brasileiras teriam sido espionadas pela NSA, agência de inteligência dos Estados Unidos.

O projeto, porém, não é recente. Foi enviado em 2011 pelo Executivo à Câmara dos Deputados e só aprovado em 25 de março deste ano após intensa negociação entre parlamentares e Planalto. A chamada neutralidade de rede, princípio considerado um dos pilares do projeto, foi aprovada e passará a vigorar com a sanção da nova lei.

O armazenamento de dados no Brasil, que era considerado uma prioridade para o governo com objetivo de coibir atos de espionagem, não foi aprovado. Essa obrigação já havia sido derrubada pelos deputados para viabilizar a aprovação na Câmara (veja regras abaixo).

No plenário do Senado, a aprovação só foi possível porque os senadores aprovaram um requerimento de inversão de pauta, o que levou o projeto ao primeiro item a ser votado nesta noite. Governistas tentaram acordo com a oposição para dar urgência ao projeto, mas não conseguiram consenso com PSDB e DEM.

A oposição não foi contrária ao Marco Civil da forma como está, mas alegou que o Senado poderia "aperfeiçoar" o texto, segundo afirmou o líder do DEM, José Agripino (RN). "Eu quero só um mês para desatar alguns nós desse Marco Civil da Internet", apelou.

O líder do PSDB, Aloysio Nunes (SP), disse que os senadores têm "um papel a cumprir" na elaboração do projeto e criticou a pressa do governo. "Existe uma disposição do governo de não aceitar nenhuma emenda, estamos proibidos de fazer emenda e, se fizermos, será apenas para constar. Essa é uma atitude autoritária da presidente da República", criticou.

Por outro lado, a ex-ministra da Casa Civil senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) negou "encaminhamento autoritário". "Há tão somente uma matéria importantíssima em pauta", rebateu. "Temos um grande evento acontecendo no Brasil, e é importante que tenhamos uma resposta concreta para regular a internet", afirmou a petista.

Aprovada junto no projeto, a neutralidade de rede pressupõe que os provedores não podem ofertar conexões diferenciadas, por exemplo, para acesso somente a emails, vídeos ou redes sociais. O texto estabelece que esse princípio será ainda regulamentado pelo Poder Executivo, para detalhar como será aplicado e quais serão as exceções.

Isso será feito após consulta à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e o Comitê Gestor da Internet (CGI). As exceções servirão para garantir prioridade a "serviços de emergência".

Críticos da neutralidade dizem que o princípio restringe a liberdade dos provedores para oferecer conexões diferenciadas conforme demandas específicas de clientes e que sua aplicação obrigatória pode encarecer o serviço para todos indistintamente. A proposta não impede a oferta de pacotes com velocidade diferenciada.

Retirada de conteúdo
De acordo com o projeto, provedores de conexão à web e aplicações na internet não serão responsabilizados pelo uso que os internautas fizerem da rede e por publicações feitas por terceiros.

Atualmente não há regras específicas sobre o caso e as decisões judiciais variam - alguns juízes punem sites como o Facebook e Google por páginas ofensivas criadas por usuários, enquanto outros magistrados optam por penalizar apenas o responsável pelo conteúdo.

De acordo com a nova legislação, as entidades que oferecem conteúdo e aplicações só serão responsabilizadas por danos gerados por terceiros se não acatarem ordem judicial exigindo a retirada dessas publicações. O objetivo da norma, segundo o deputado Alessandro Molon, relator do projeto, é fortalecer a liberdade de expressão na web e acabar com o que chama de "censura privada".

Fim do marketing dirigido
Pelo texto aprovado, as empresas de acesso não poderão "espiar" o conteúdo das informações trocadas pelos usuários na rede. Há interesse em fazer isso com fins comerciais, como para publicidade, nos moldes do que Facebook e Google fazem para enviar anúncios aos seus usuários de acordo com as mensagens que trocam.

Essas normas não permitirão, por exemplo, a formação de bases de clientes para marketing dirigido, segundo Molon. Será proibido monitorar, filtrar, analisar ou fiscalizar o conteúdo dos pacotes, salvo em hipóteses previstas por lei.

Sigilo e privacidade
O sigilo das comunicações dos usuários da internet não pode ser violado. Provedores de acesso à internet serão obrigados a guardar os registros das horas de acesso e do fim da conexão dos usuários pelo prazo de seis meses, mas isso deve ser feito em ambiente controlado.

A responsabilidade por esse controle não deverá ser delegada a outras empresas.

Não fica autorizado o registro das páginas e do conteúdo acessado pelo internauta. A coleta, o uso e o armazenamento de dados pessoais pelas empresas só poderão ocorrer desde que especificados nos contratos e caso não sejam vedados pela legislação.
 

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Faltam virtudes a Edinho Lobão

No atrapalhado processo de substituição de Luís Fernando por Edinho Lobão, entre tantos erros primários cometidos pela oligarquia Sarney, um chama especial atenção: escolheram um candidato sem qualquer atributo que permita montar um discurso de defesa do seu nome.
Com Roseana, havia o discurso da “guerreira” que vencia todas suas doenças. Com o fraco Luís Fernando, havia a tentativa de montar uma imagem de gestor competente. Mas com Edinho nada sobrou. Ele nunca exerceu qualquer função administrativa. Nunca foi eleito a nada, a não ser a suplente do próprio pai, num escandaloso caso de nepotismo. E Edinho tem telhados de vidro, de ouro, de brita, e muito mais.
Cientes dessa dificuldade, os jornalistas e blogueiros da oligarquia não conseguem fazer uma reportagem positiva sobre o candidato Edinho Lobão.  O que dirão ? Que ele foi escolhido porque ninguém mais queria e ele foi o que restou ? Para tentar conter a debandada geral nas hostes da oligarquia, o único jeito é recorrer as táticas do “jogo bruto”: promessas de convênios, chantagens, mentiras e fofocas.
Contudo, tudo indica que a classe política do interior não vai querer afundar nessa aventura. Até porque a comandante Roseana Sarney Murad foi a primeira a abandonar esse barco furado. E já prepara sua mudança para Miami.
fonte: Marrapá

Quanto foi o valor?


Lanchonete da cidade/ exterior/ noite...

Numa mesa estavam reunidos quatro amigos: Wesley, Perote, Nardonyo e Neide, falando sobre as reviravoltas da política local e estadual. Depois de um tempo Wesley se pronuncia:
- Pessoal, vocês perceberam que nosso amigo, Renato Costa, não criticou mais o prefeito!
- sim, nunca mais vi uma publicação ferrenha dele – falou Perote. – será que ele se vendeu?
- Isso é um grande mistério, mas é pra desconfiar mesmo dessa atitude. Logo ele que fazia tão bem o serviço!... E digo mais a vocês: estou sentindo falta das polêmicas que ele provocava – finalizou Neide.
- Amigos, vocês não estão exagerando com as suspeitas. Eu acho que o Renato não teria coragem de vender seus ideais... deve ser por outro motivo a decisão dele de não publicar mais sobre política. Vocês não concordam? – disse Nardonyo.
 Os quatro se entreolharam, Neide, depois de organizar o pensamento disparou:
- Não importa a decisão que ele tenha tomada. O mais importante é que ele continua vivo e breve ele vai voltar com seus textos interessantes.
Perote ouvido o raciocínio de Neide, com uma pulga atrás da orelha, pergunta:
- Você, Neide, por acaso, está sabendo de alguma coisa e não quer nos contar? Deixe de segredos e conte tudo logo... Vamos, quando foi que pagaram pra Renato calar a boca?...
Wesley, com o cabelo espetado pra cima, louco de curiosidade, interroga:
- Amiga Neide, se você sabe o valor que o Renato se vendeu compartilhe com a gente... Ouvir dizer que foi por 20 mil reais!
- Negativo – gritou Perote. – o que rola pelas bocas de Matilde, é que foi 50 mil reais pra ele não escrever uma vírgula. Se vendeu muito barato!
- Barato?! Isso é uma fortuna!... Mas pela qualidade das críticas foi barato mesmo! Os textos do Renato vale 1 milhão, porque além de serem bom, foz o maior sucesso. Todo mundo para pra ler – argumentou Nardonyo.
- Eu não sei – Neide começou a falar. – só sei que nada sei. Né, Perote?... Vocês é que estão supondo que eu tenho conhecimento de algo. E, também, estão julgando o amigo de vocês sem nenhuma prova concreta, finalizou ela e saiu pra atender outros clientes.
Enquanto isso se aproxima da mesa o palmerense Kel, que chega logo perguntando:
-  E aí Wesley, quais as novidades da política?... Chico Velhaco aprontou mais alguma?
Wesley olha para os lados e responde:
- A questão aqui não é com Chico Velho, estamos falando sobre o traidor de plantão, o Renato. Estamos suspeitando que ele se vendeu para o todo poderoso.
- Será?! Não acredito que meu amigo Renato teria essa coragem toda! – afirmou Kel. – mas eu achei estranho mesmo ele não publicar mais aquelas historinhas engraçadas de todas as semanas.
- aí tem coisa – falou Perote. – tanto que admirava meu amigo pelos textos... Ele fazer uma coisa dessas é fraqueza total!
Ao terminar a fala, vai passando o Catita pela rua, de repente, ele vira e se aproxima da mesa que os amigos estavam e levanta a voz:
- Ei vocês! Tenha uma mensagem pra entregar: não julgues para não seres julgados!... O maior de todos os homens disse isso há mais de dois mil anos atrás, portanto, guardem essa palavra e pratique a verdade! E seguiu com um monte de sacolas na mão em direção ao nada...
Os quatro amigos não falaram mais nada diante da grande mensagem!
Um vento forte, vento de chuva, começou a soprar e fez os amigos se dissiparem um a um, ficando apenas o lugar onde aconteceu uma proza inesquecível e cheia de interrogações...

POR RENATO COSTA


domingo, 20 de abril de 2014

Ao som de muita Chuva


Neste sábado de aleluia (19/04) aconteceu um grande festival de lanche em Maracaçumé, promovido pela Banda Sal e Luz. 

O evento aconteceu na praça central da cidade, em frente à escola Chames Ayoub.

Tinha de tudo pra vender: lasanha, espetinho, galinha caipira, bolo de todos os sabores, pudins, misto e muito mais.

Enquanto o povo comprava os lanches, a banda tocava os mais belos hinos em ritmo de forró.

O grande problema foi à chuva que abreviou o evento, mas foi um sucesso!

O objetivo principal é arrecadar dinheiro para compra de instrumentos para da Banda.

A banda Sal e Luz faz parte da igreja Evangélica Assembleia de Deus de Maracaçumé e se apresenta, também, em eventos públicos e privados.



sábado, 19 de abril de 2014

Ave que bota ovo azul está ameaçada de extinção; conheça


  • Os macucos fazem ninhos no chão e os machos são os responsáveis por eles
    Os macucos fazem ninhos no chão e os machos são os responsáveis por eles
Ovos coloridos costumam ser vistos em algumas vitrines de bares e lanchonetes. Mas você sabia que existe um ovo naturalmente azul? O macuco, ave ameaçada de extinção que vive na Mata Atlântica, bota ovos de cor azul-esverdeada.
  • A espécie se parece com galinhas, mas é parente das emas
Valdir Gonçalves, funcionário da Reserva Natural Salto Morato, no Paraná, teve a sorte de encontrar um desses! Ele é azul para se confundir com as folhas secas do solo, onde a espécie os choca.
"Os ovos brancos seriam muito mais chamativos. A coloração verde-turquesa muda com o passar dos dias e eles ficam mais escuros", explica Marion Letícia da Silva, coordenadora de Áreas Protegidas da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza.
Conheça o macuco
Cada ninhada tem seis ovos, em média. Os machos da espécie são quem chocam e protegem os ovos, além de cuidarem dos filhotes quando eles nascem. Ainda bebês, os  macucos ficam sob as asas do pai. Quando completam seis dias já conseguem subir em galhos de até um metro.
Os macucos se parecem com galinhas, mas não são parentes delas. “Estas aves têm as emas como primas mais próximas”, conta Marion.
Por isso, e pelo fato de ser uma espécie quase extinta, é difícil encontrar uma ave como essa por aí.

Ele vem aí...

Ele vem aí... Moab Carrias 2016.
É jovem, inteligente, sabe a necessidade do povo de Centro Novo do Maranhão.
Na câmara de vereadores vem atuando, com excelência, para melhorar o município.
Grave esse nome... Ele vem aí!

sexta-feira, 18 de abril de 2014

2ª Conferência para Jovens e Adolescentes.


A igreja Evangélica Assembleia de Deus, na pessoa do seu Pastor Francisco Martins, promoveu nesta sexta-feira santa (18/04) a 2ª conferência para jovens e adolescentes. Este ano foi abordado os temas: Puberdade, sexualidade e redes sociais.

As palestras foram ministradas pelo Pastor Ivan da Assembleia de Deus de Paruá e Renato Costa secretário de Missões da AD de Maracaçumé.

Os temas foram divididos da seguinte forma: O pastor Ivan ministrou sobre sexualidade e redes sociais e Renato Costa ministrou sobre adolescência, puberdade e, também, sobre sexualidade, já que era para públicos distintos.

Ao final do evento, os participantes foram divididos em equipe e apresentaram, com cartazes, o que estudaram durante o dia: um mine seminário.

Também foi realizada uma dinâmica no termino, onde os participantes fizeram um círculo e ao som de uma música, uma bola de papel passava de mão em mão, quando a música parava a pessoa que estava com a bola teria que relatar sobre o que aprendeu com o evento... Foi um momento de grande jovialidade!

O líder de Mocidade, Eronildo Alves, e os líderes de área, estavam satisfeito com o resultado do evento.

Ainda este ano acontecerão outros eventos do grupo de Mocidade UMADM, afirmou o líder geral Eronildo Alves.

Confira as fotos abaixo.












quinta-feira, 17 de abril de 2014

Cada vez mais isolado, Sarney peregrina em busca de apoio eleitoral


Após ter sido fragrantemente derrotado internamente no PMDB do seu estado, onde a sua filha, Roseana Sarney, foi obrigada a permanecer no governo em função de disputas partidárias internas, o octogenário senador intensificou as conversas com a direção nacional do PT a fim de conseguir o apoio do PT regional para sua candidatura ao Senado pelo Amapá.
Sarney tem tentado colocar a sua candidatura no pacote eleitoral nacional que está sendo costurado entre o PT e o PMDB. O senador maranhense defende, ardorosamente, na articulação entre as duas legendas que, para o PMDB acompanhar a reeleição da presidenta Dilma, os petistas precisam apoiar as candidaturas pemedebistas na maioria dos estados nortistas.
Na realidade, essa política de alianças já está em curso nos estados do Amazonas, do Pará, de Rondônia, Roraima e, até mesmo, do Maranhão, onde o vice-governador, Washington Oliveira (PT-MA), foi transformado em conselheiro do Tribunal de Contas do Estado numa estratégia política que visava dar segurança à candidatura de Roseana ao Senado, e que deu errado por culpa do próprio PMDB. Fora do pacote só estariam os estados do Acre e Amapá.
O PT tem resistido a pressão do senador.
Para o PT nacional, manter alianças com os governadores socialistas Camilo Capiberibe, do Amapá, e Renato Casagrande, do Espírito Santo, é importante para uma eventual disputa de 2º turno. Eles poderiam facilitar a aproximação e o diálogo com o PSB. Além disso, as lideranças petistas avaliam que o desgaste político do senador, tanto no Maranhão como no Amapá, indicam uma possível derrota eleitoral do ex-presidente da República. Por hora, o PT segue com candidatura própria para o Senado no Amapá.
Até porque a resistência do PT amapaense, que é comandado por correntes não alinhadas à direção nacional do partido, chegou a um nível de radicalidade tão grande que dificilmente cederá a imposições de instâncias partidárias superiores. A vice-governadora Dora Nascimento (PT) – pré-candidata ao Senado – afirmou ao presidente Rui Falcão, em uma reunião nacional do partido, que "o PT do Amapá jamais carregará a bandeira do Sarney", ou seja, se Sarney ganhar, não vai levar.
Perguntado pelo MZ sobre a possibilidade do PT nacional impor a candidatura do senador Sarney ao PT local, o governador Camilo Capiberibe (PSB-AP) disse que não acredita que isso possa acontecer, até porque ele acha que a candidatura petista ao senado tem crescido e se consolidado, mas, caso a hipótese se confirmar, ele adiantou que vai apoiar outra candidatura que possa fazer frente à de Sarney. "O senador [Sarney] em nenhum cenário irá disputara essa eleição como candidato único. Isso ele pode ter certeza".
Camilo não disse, mas entre as candidaturas possíveis de serem apoiadas por ele estariam a do Psol, do DEM ou outra que tivesse escopo para enfrentar e derrotar Sarney virando a página da história do Amapá, tal como já estão fazendo os seus conterrâneos maranhenses.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

NUMA REUNIÃO DE PAIS DE ALUNOS


Uma mãe, brava, se levanta e fala:
“Vim hoje nesta reunião só pra saber por que meu filho está com notas baixas? Meu filho é excelente! Bem educado, e mais, nunca falta na escola... Por que então destas notas tão baixas?”

O professor se levanta e fala:
“Que bom saber que seu filho é tudo isso lá na sua casa, porque aqui ele é totalmente ao reverso: só chega atrasado, não faz as atividades, conversa demais nas aulas, e não respeita o professor!... Será que estamos falando da mesma pessoa?”

A mãe do aluno, contrariada, volta a falar:
“Professor, você deve está confundido os alunos. Essa perte aí de aluno que você fala deve ser o da minha vizinha. O meu filho é um anjo, você está equivocado”

O professor organizou seu pensamento e contestou:
“Não, minha senhora. O aluno do qual estou falando é o seu filho mesmo! Esse anjo aí, da qual a senhora fala, aqui na escola é um desastre. As notas dele é apenas reflexo do mal comportamento, e porque, também, ele não presta atenção nas aulas. Resultado: durante as provas obteve apenas notas vermelhas”

A mãe brava, roendo as unhas, grita no meio da sala:
“E por que vocês nunca mandaram me avisar... Esse tempo todinho sem saber de nada... Você, professor, tem culpa por me avisar tarde demais das aprontas do meu filho... deixa eu chegar em casa que aquele moleque vai ver com quantos paus se faz uma canoa”

O professor, com um livro nas mãos, volta a se posicionar:
“Minha Senhora, a escola está de portas abertas para a família. Todos os pais têm por obrigação visitar o colégio periodicamente. A escola faz sua parte pedagógica, mas sem a presença e a ajuda de vocês ela não avança. Só respondendo a pergunta da senhora: hoje é um dia muito interessante nesta reunião de pais e mestres, porque estão presentes todos os pais dos alunos, Nunca aconteceu isso. A senhora, por exemplo, jamais tinha vindo em reunião. Está presente aqui porque mandamos dizer que era pra tratar de assuntos do “BOLSA FAMÍLIA”. Por isso, você e outros, se fizeram presente”

Depois da fala do professor todos se calaram e apenas ouviram o discurso do professor que seguiu com o raciocínio:
“Se todos vocês, aqui presente, tivesse o compromisso de visitar a escola todos os meses pra ver o rendimento do seu filho, a educação ia melhorar. Porque o professor precisa de vocês cobrado em casa. Pois a realidade é que os filhos de vocês chegam em casa, jogam os cadernos pro lado e só volta a pegá-los no dia seguinte na hora de voltar pra escola. Isso é um erro que precisa ser mudado. Vocês precisam criar o hábitos de cobrar resultados de seus filhos. Caso isso não aconteça, vamos caminhar, ainda, muitos anos com uma péssima educação!”

Todos os pais se levantaram e aplaudiram o professor. Um pai teve a coragem e falou:
“Você está certinho, professor! Nós é que temos que cobrar mesmo dos nossos filhos em casa. Quando eu lembro que só estudei até a 4ª Serie, mas aprendi ler e fazer contas por conta da palmatoria... O negocio era complicado: o nego tinha que aprender porque se não o coro comia. Hoje mudou tudo e a educação está banalizada... Só falta de uns puxões de orelhas em casa de vez e quando. Professor, pode contar comigo para o que precisar... E mais: não faltarei nas reuniões, eu prometo!”

O professor aplaude o comentário do pai e agradece aos presentes:
“Obrigado pelo comparecimento de todos e peço que volte sempre. Saiba que a educação depende de vocês pra avançar. E aos pais que souberam do mal comportamento do filho apenas agora. Uma dica: tenha uma conversa aberta com ele, cobre responsabilidade e ofereça uma nova chance ao seu filho, ou seja, dê espaço pra mudança. Até a próxima reunião e conto com a presença de todos...”

Um texto de Renato Costa


 





Graça Foster admite: "Não foi um bom negocio"

A presidente da Petrobras Graça Foster informou nesta terça-feira, em depoimento na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, que a compra da refinaria de Pasadena, no Texas, custou 1,25 bilhão de dólares à petroleira brasileira e disse que, com o passar do tempo, a transação se tornou, pelo menos em um primeiro momento, um “projeto de baixa probabilidade de retorno”. Ela confirmou ainda a versão da presidente Dilma Rousseff de que um “parecer falho”, elaborado pela então diretoria da Área Internacional da petroleira, omitia as cláusulas Marlim e Put Option. A Marlim previa a Astra Oil uma lucratividade de 6,9% ao ano independentemente das condições de mercado, enquanto a Put Option obrigava a empresa brasileira a comprar a outra metade da refinaria caso houvesse desentendimento com a parceira belga Astra Oil. “Olhando aqueles dados, não foi um bom negócio”, admitiu Foster. “Não pode ser um bom negócio quando se tem que tirar dos resultados. Não há como reconhecer na presente data que tenhamos feito um bom negócio. Isso é inquestionável do ponto de vista contábil.” 

“Com a compra dos 50% [da refinaria da belga Astra Oil] a Petrobras desembolsou 1,25 bilhão de dólares. O negócio originalmente concebido transformou-se em um empreendimento de baixo retorno sobre o capital investido”, admitiu Foster. De acordo com a presidente, houve resultados positivos com o refino de petróleo leve na refinaria só recentemente, com o projeto operando e produzindo resultado positivo de janeiro a março deste ano. “Era um bom projeto no início e que se transformou em projeto de baixa probabilidade de retorno”, disse ela. 

Aos senadores, Graça Foster relatou que a transação envolvendo Pasadena começou em 2006 e foi concluída em 2012 e justificou a compra pelo fato de a refinaria estar localizada em um grande hub de refino e logística nos Estados Unidos, com facilidades no transporte. A refinaria está às margens do Houston Ship Channel, canal por onde circula grande parte da produção do golfo. “É uma refinaria de 100.000 barris por dia localizada em um dos principais hubs de refino nos Estados Unidos. Pasadena está na beira do Houston Ship Channel, o que favorece o transporte de carga. Tudo isso traduz para a refinaria uma grande importância dentro do maior consumidor de combustíveis, que são os Estados Unidos”, alegou a presidente da Petrobras. 

Parecer falho – Assim como já havia feito a presidente Dilma Rousseff, Foster informou que o Conselho de Administração da estatal não recebeu informações suficientes para a compra da refinaria de Pasadena e, no resumo executivo elaborado pelo então diretor Nestor Cerveró, não havia referência às cláusulas Put Option e Marlim. “Em nenhum momento do resumo executivo ou da apresentação de power point da Área Internacional foram citadas duas variáveis muito importantes: não se falou no put option nem de marlim. Foi um resumo executivo sem  a citação às duas clausulas contratuais completa importantes”, relatou. “É obrigação de quem leva para a diretoria apontar pontos fortes e frágeis para a operação. Não existe atividade segura 100%”, completou ela. 

Graça Foster afirmou ainda que “o valor da Petrobras não pode ser medido pelo comportamento de um ex-diretor preso”. Questionada sobre e lentidão na punição a Cerveró, o autor do parecer que permitiu a compra de Pasadena, a presidente da estatal limitou-se a dizer que ele, de alguma forma, foi punido porque acabou removido do cargo de diretor internacional da Petrobras para o de diretor financeiro da BR Distribuidora: “É sim uma diretoria muito mais restrita”, disse ela. Cerveró só foi demitido em março, quando a imprensa divulgou novos detalhes do caso. 

O depoimento é uma tentativa de diminuir as pressões pela instalação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) da Petrobras, a base governista articulou uma audiência no Senado para ouvir a presidente da estatal, Graça Foster. A ideia é que os esclarecimentos de Foster esgotem questionamentos sobre irregularidades e contratos malsucedidos na petroleira e permitam que os governistas ganhem tempo para inviabilizar o funcionamento da CPI. Governistas acreditam que, com depoimentos como o da presidente da estatal, podem adiar o início de funcionamento de uma CPI, de preferência até junho, quando o foco de atenção deve estar voltado para a Copa do Mundo, e não para o funcionamento do Congresso.


Por Reinaldo Azevedo

domingo, 13 de abril de 2014

Mais um preso é encontrado morto no Complexo Penitenciário de Pedrinhas

Mais um preso foi encontrado morto no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís. O detento estava na CCPJ (Central de Custódia de Presos de Justiça), que faz parte do complexo, e morreu neste sábado (12).
De acordo com a Sejap (Secretaria de Estado da Justiça e Administração Penitenciária), o detento era João Altair Oliveira Silva, de 18 anos. Ele foi encontrado pelos monitores no corredor da unidade com perfurações pelo corpo. O contexto da morte ainda é desconhecido e, segundo a Sejap, está sendo investigado pela polícia. 
Com esse caso, sobe para cinco o número de mortos dentro de Pedrinhas somente neste ano. No ano passado, 60 pessoas morreram no Complexo de Pedrinhas. As outras mortes registradas no complexo neste ano foram de Pedro Viegas, estrangulado no interior de uma cela; Sildener Pinheiro Martins, que teve o corpo encontrado em uma cela do Centro de Detenção Provisória;  Josivaldo Pinheiro Lindoso, que estava no Centro de Triagem, para onde tinha sido levado apenas dois dias antes, quando foi detido, e apresentava indícios de estrangulamento; e Jô de Souza Nojosa, que cumpria pena no CCPJ, também estrangulado. Em todo o Estado do Maranhão, foram registrados oito assassinatos dentro de cadeias em 2014.

Ao longo dos últimos anos, Pedrinhas tem sido palco de rebeliões e de brigas entre facções criminosas rivais, além de várias fugas, como a ocorrida no início do mês. Foi de lá que partiram as ordens para que, no fim de 2013, bandidos atacassem delegacias da região metropolitana da capital e ateassem fogo a ônibus. Em um dos cinco ônibus incendiados em São José de Ribamar, no dia 3 de janeiro, estava a menina Ana Clara Santos Souza, de seis anos, queteve queimaduras em 95% do corpo e morreu dois dias depois.   Pelas informações fornecidas pela assessoria da Sejap, no início do ano, havia cerca de 2.196 detentos presos em Pedrinhas, cuja capacidade é 1.770 pessoas.


Fonte: Portal R7 Cidades

sábado, 12 de abril de 2014

Acadêmicos em ação


O dia de ontem (11/04) foi movimento para os acadêmicos do programa Darcy Ribeiro/ UEMA.

Os universitários apresentaram os resultados das pesquisas de praticas curriculares.

O evento aconteceu no auditório da escola Amilton Werneck em Governador Nunes Freire.

Pela manhã: os alunos de Biologia e Matemática fizeram suas apresentações; e a tarde: Química e Física.

Os professores Roure Ribeiro e Sherlene Regea se mostraram satisfeito com o resultado alcançado.

Estiveram presentes no evento os docentes da Escola Amilton Werneck e Alcino Gomes.

A coordenadora do Polo, Elenilda Araújo, parabenizou os grupos e disse que é gratificante contemplar a desenvoltura dos acadêmicos no decorrer do curso.

Veja foto abaixo:




TUDO VAI EXPLODIR EM 2015


Por: Arnaldo Jabor

Tudo vai explodir em 2015, o ano da verdade feia de ver. O mal que essa gente faz ao país talvez demore muitos anos para se reverter

Nunca vi o Brasil tão esculhambado como hoje. Perdoem a palavra grosseira, mas não há outra para nos descrever. Já vi muito caos no país, desde o suicídio de Getúlio até o porre do Jânio Quadros largando o poder, vi a morte de Tancredo na hora de tomar posse, vi o país entregue ao Sarney, amante dos militares. Vi o fracasso do plano Cruzado, vi o escândalo do governo Collor, como uma maquete suja de nossos erros tradicionais, já vi a inflação a 80% num só mês, vi coisas que sempre nos deram a sensação fatalista de que a vaca iria docemente para o brejo, de que o Brasil sempre seria um país do futuro. Eu já senti aquele vento mórbido do atraso, o miasma que nos acompanha desde a Colônia, mas nunca vi o país assim. Parece uma calamidade pública sem bombeiros, parece um terremoto ignorado. Por que será? É óbvio que não é apenas o maluco governo do PT, mas também as marolas que ele espalha, os nós frouxos de uma política inédita no país que nem atam nem desatam.
Tudo vai muito além da tradicional incompetência que sempre tivemos. Dá até saudades. A incompetência de agora é ramificada, “risômica”, em teia, destrutiva, uma constelação de erros óbvios que eu nunca tinha visto.
No dia a dia, só vemos fracassos, obras que não terminam, maquiagem de números, roubalheiras infinitas e danosas, vemos o adiamento de tudo por causa das eleições. Tudo vai explodir em 2015, o ano da verdade feia de ver. O mal que essa gente faz ao país talvez demore muitos anos para se reverter.
Mas, aqui, não quero falar de corrupção, burocracia, clientelismo e outras mazelas. Como é o rationale que usam para justificar o desmembramento do país que estão a executar? Quais são as principais neuroses da velha cabeça da esquerda, suas doenças infantis, etc.?
Interessa ver o mapa do inconsciente petista. Interessa ver a incompetência dessa gente que conheço desde a adolescência, quando participava das infindáveis reuniões políticas para “mudar” o país —muito cigarro e a sensação de viver uma “missão profunda”. As discussões sem fim: “questão de ordem, companheiro!”, “o companheiro está numa posição revisionista” ou “a companheira está sendo sectária em não querer dar para mim”.
Os fins eram magníficos, os diagnósticos tinham pontos corretos, mas no fim das madrugadas, alguém perguntava: “O que fazer?” (como queria Lenin...).
Aí, todo mundo embatucava. Ninguém sabia nada. E tentavam agir, mas só apareciam erros desastrosos e a incapacidade de organização concreta; mas tudo era desculpado pela arrogância de quem se achava na “linha justa”. O povão era usado para a “boa” consciência, o povão era o salvo-conduto para a alma pacificada, sem culpas — o povão era nossa salvação.
Pensávamos: Um dia eles serão “homens totais”, “sujeitos da História”, enquanto os mendigos vomitavam no meio-fio — os que a gente chamava com desprezo de “lumpens”.
O ponto de partida da incompetência é se sentir competente. A incompetência atual é competente como nunca. O homem “bom” do partido não precisa estudar nem Marx nem nada, apenas derramar sua “missão” para o povo. Administrar é coisa de burguês, de capitalista. E dá trabalho, é chato pacas examinar estatística, analisar contratos da PTbrás, tarefas menores, indignas de líderes da utopia.
Para eles, o Estado é o pai de tudo. Logo, o dinheiro público é deles, a empresa pública é deles, roubar é “desapropriar” a grana da burguesia.
Os petistas se sentem “bons”. Eles são o “Bem”, e o resto é ou massa de manobra, a massa atrasada, ou “elementos neoliberais da direita”. Ser o Bem te absolve; é irresistível entrar para um partido assim.
Outra doença infantil (ou senil) é a permanência de (não riam...) Hegel nas mentes da esquerda. O filósofo que formou Marx continua nos corações petistas. Por esse pensamento, qualquer erro é justificável por ser uma “contradição negativa”, ou seja, qualquer cagada (perdão) é o passo inicial para um acerto que virá, um dia.
Como escreveu o filósofo Carlos Roberto Cirne Lima em “Depois de Hegel”, de 2006, Hegel tem a tendência muito forte de dizer que tudo que “é”, a rigor, tinha que ser. Hegel diz que, para entender a História, é preciso afastar a contingência. Hegel vai provocar o grande erro de Marx de que a História é inexorável e que, portanto, a revolução comunista é um momento da História que necessariamente vai acontecer. Esse é o primeiro grande erro de Hegel. E Cirne Lima reclama: “Nenhum lógico lê nosso trabalho porque ele trata de Hegel, e nenhum hegeliano o lê porque é lógica”.
Assim, organiza-se a burrice, a estupidez (falo do “id” petista), a negação de qualquer facticidade, a adoção só de ideias gerais, dedutivas, o desejo de fazer o mundo caber num ideário superado (aufheben). Daí a desconfiança no mercado, nos empreendedores, contra todos que trabalham indutivamente, com o mistério das coisas singulares no centro da sociedade civil, que eles veem como uma anomalia atrapalhando o Estado. Os esquerdistas se sentem parte de uma dinastia desde Stalin — as palavras e os conceitos ainda são usados. E, como no tempo do Grande Irmão, há o desejo de apagamento do sujeito, ou seja, nem a morte tem importância para sujeitos que viram objetos. Vide Coreia. Até o assassinato pode ser absolvido como uma necessidade histórica.
Um dia, um companheiro (que morreu há pouco) me disse: “Não tema a morte. Marx disse que somos seres sociais. O indivíduo é uma ilusão. Para o comunista a morte não existe”. E eu sonhei com a vida eterna.
Essas são algumas das doenças mentais que estão levando o Brasil para um pântano institucional. Temos que nos salvar desse determinismo suicida.


O GLOBO
← Postagens mais recentes Postagens mais antigas → Página inicial
Editado e Instalado por