NOTÍCIAS DE MARACAÇUMÉ/JUNCO DO MARANHÃO E REGIÃO. Contato: (98) 98721-8362 E-mail: blogdorenatocosta@gmail.com

sábado, 30 de março de 2013

ESPERANÇA LINDA


A vida se apaga de repente, não sabemos a hora e nem as circunstancias, quantas vidas não foram ceifadas essa semana da terra, inclusive aqui em Maracaçumé, a morte não pede licença, entra e atropela todos os planos, destrói todos os elos construídos e edificados por décadas. Porém, existe uma esperança para quem parte pra eternidade com Cristo, a vida eterna lhe espera. Existe um lindo céu, um lindo lugar de descanso. A morte não é o fim pros que partem com Jesus, e sim o início de uma eternidade linda nos brancos de Deus.

Renato Costa.

quarta-feira, 20 de março de 2013

O CHEIRO DO AMOR



Foi no dia 20 de Fevereiro de 2013 que tudo começou. Depois de longas trocas de mensagens via SMS e de olhares cintilantes, finalmente o meu amor me disse sim! Isso mesmo, ela disse ok ao nosso namoro. Antes, já aspirava seu perfume, seu aconchego, sua doçura, seus beijos e principalmente seus cuidados. A terceira quarta-feira de Fevereiro de 2013 veio apenas confirmar a aspiração e o desejo de tê-la em meus braços e fazer dela a mulher mais feliz deste mundo.

Despois deste dia, começamos a nos enveredar na historia um do outro. Cada noite, novos descobertas, falhas e acertos foram colocados sobre a mesa, convenças franca começaram a fazer parte da pauta de nossos diálogos e até um livro começamos a degustar juntos. O título do livro? (Encontre a pessoa certa). Uma aula pra lá de didática sobre relações a dois, estamos descobrindo juntos, pelo menos teoricamente, onde os casais mais erram dentro das analogias. Ler juntos é um habito agradável e faz o namoro ter uma pitada de estágio, pois, os compartilhamentos de ideias provoca aprendizagem e revela o lado sombrio e doce de cada um.

A minha maior esperança diante deste primeiro aniversario de mês e que ele seja multiplicado, e que as nossas diferenças possam ser suplantadas pelo amor perfeito de Deus. Namora é um tempo de conhecimento, diálogo e compartilhamento de sentimentos. É uma escola para se chegar a um ponto crucial: o casamento. Que essa fase que estamos desfrutando tenha seu apogeu no enlaçar e que os frutos venham, como o sol da manhã, lindo e perfeito, enchendo a terra de vida, alegria e esperança.

Enfim... Que esses 30 dias possam se multiplicar e que o nosso amor seja eterno. O amor é um sentimento que se constrói aos poucos, nunca vem pronto, os que assim almejam, estão predestinados a ter uma relação relâmpago. O amor é investimento em longo prazo, só os perseverantes podem desfrutar dos seus resultados, pois semearam com lágrimas e colherão com sorriso. A vitória é nossa, é do amor, é da família... Amo-te Daniele e que venham os próximos meses, anos e décadas.

Renato...

SEXO VAI ALÉM DO PRAZER

Sexo vai além do prazer. Sexo é entrega, descobrimento, e doação. Sexo que só busca o prazer próprio é egoísta, animal, não nasce do amor. O homem é o único ser vivo que faz sexo olhando nos olhos; todos os outros animais fazem sexo por trás sem olhar para a parceira, apenas para satisfazer o cio. Deus ao criar o ser humano diferente nos leva a dar um significado superior ao sexo.

Ao falar da vida sexual de Adão, a Bíblia afirma que Adão conheceu a Eva (Gênesis 4.1). Sexo é conhecer o outro, encarar sem medo, culpa ou buscando a satisfação que sexo não dá. Felicidade dura muito mais do que os vinte segundos do clímax sexual.

Não afirmo que a vida sexual deve ser monótona ou vazia de novidades. Qualquer coisa que um casal faça para melhorar sua autoestima e “apimentar” o relacionamento deve ser bem-vinda. A rotina acaba com o casamento, a vida profissional e a espiritualidade. Viver é um mudar constante, é estar em movimento, é descobrir-se a cada dia, é experimentar o novo, e beber o cálice da vida por inteiro, seja ele amargo ou doce. Na vida sexual acontece o mesmo. O casal deve descobrir novas maneiras de provocar e ser provocado. Não dá para ter uma vida sexual sensacional apenas praticando “papai e mamãe”, onde o homem fica por cima e a mulher sempre por baixo.

Porém, Isso não significa que o casal precisa ser devasso, levando um ao outro a praticar e usar coisas que inibem e produzem culpa. Liberdade não é sinônimo de libertinagem. Mas, tudo aquilo que não ferir os princípios da Palavra de Deus, for bom para os dois e não para um só, que não agride a consciência de um dos cônjuges e que não obriga o outro a fazer algo que produza culpa é válido e lícito para trazer ainda maior prazer e liberdade à relação.

Uma vida sexual plena não vem apenas com a procura do prazer ou da autoafirmação a qualquer custo. É fruto de um relacionamento diário onde impera o amor, o respeito, a renúncia e a fidelidade. Onde valores como esses são trocados pela fantasia absurda, pela busca do prazer e não de um relacionamento sem mentira, orgulho e egoísmo nunca haverá felicidade sexual.

No momento que eles abandonam o respeito pela irresponsabilidade, a moralidade pelo prazer, a pureza pelo vício e o desejo de amar pelo egoísmo, apenas visando o “MEU” prazer e satisfação, o relacionamento produz dor, mágoa, culpa, aborto ou filhos indesejados.

Alguém que precisa da ajuda de filmes eróticos, ferramentas e outros inventos para chegar e levar a amada ao prazer está enfermo. Amar é mais do que bastante. Sou casado a 35 anos com a mesma mulher - seu jeito, seu olhar, seu andar, enfim, tudo o que ela faz e é me atrai.

Sexo sem amor dura trinta minutos, até muito menos. Uma mulher ou homem que se vende, quer gastar pouco tempo com a “transa”, afinal precisa de outro parceiro para possuir, ou tirar a “grana” que lhe sustenta. Sexo que nasce do amor dura muito tempo, 35 anos, como meu casamento ou 65 anos como meus avós.

Sexo sem amor custa barato. Há meninas que se vendem por 5 reais para fumar “Crack”. Sexo com amor custa caro. Para casar com minha mulher, paguei; para continuar casado, estou pagando; e vou pagar até morrer. Tudo que eu pagar ainda é barato, pelo muito que ela vale.

Sexo produz frutos. Somente os diferentes são capazes de produzir. Homem com homem ou mulher com mulher não produzem filhos. Se Deus criasse o mundo somente com dois machos ou duas fêmeas, o mundo acabaria com a morte dos dois. Ao criar homem e mulher, Deus criou a raça humana e lhes deu o direito e o prazer de procriarem-se.

Portal: AMO FAMÍLIA.

terça-feira, 5 de março de 2013

RELAÇÕES SAUDÁVEIS...


Os planos do homem são tão nebulosos. Fazemos projetos de vida tão lindos em um momento, e no outro seguinte tudo se desfaz. A vida literalmente é um ponto de interrogação. Sabemos o dia que nascemos: “quanta alegria, mais uma vida no mundo”, todos aplaudem. No entanto, o restante da historia é uma incógnita, esse novo ser, nos anos seguintes vai experimentar a fúria do mundo, afrontar os medos internos e externos, comtemplar uma sociedade egoísta, que olha mais para si mesmo e nega o lado humanitário da vivencia em sociedade.

O homem é egoísta na essência, feliz aquele que não guarda esse sentimento pra si. Essa sinuosa sombra que cobre a sociedade não se restringe apenas ao outro, Ela também penetra em nossas vidas, não enxergamos, por que queremos desfilar como pessoas mais certas do mundo, entretanto, comentemos erros tão grave quanto aqueles que bombardeamos e até jogamos pedras.

Errar e encobrir nossos erros é o que mais sabemos fazer, engavetamos tudo e pousamos como os mais santos da terra, mas,   na hora de acusar os nossos próximos, somos os primeiros a atacar, utilizamos todas as armas, e se possível até matamos. Sabe por quê? Por que vê os erros no próximo é fácil, difícil é admitir os seus. Esse paradoxo que envolve as relações humanas já virou clichê, só muda os personagens, pois o enredo e final é o mesmo.

As consequências são: Relações quebradas, corações feridos, vidas separadas, comunhão desfeita. Esses são os frutos de uma vida pautada no egoísmo, onde o gênio forte se sobressai aos sentimentos humanos. Falta amor, acalanto, respeito e cumplicidade nas relações, falta Deus para existir uma relação benéfica e afável para todos.

Por: Renato...

domingo, 3 de março de 2013

BARRO BRANCO


Ontem, o ano literalmente começou pra mim. Fui ao Barros Branco (povoado de Centro Novo) – cinco horas de viagem – ida e volta. Subi e desci ladeiras enormes. Cheguei em casa cansado, pra não dizer acabado!... Acordei hoje sem forças pra nada. Apesar de tudo foi divertido conhecer mais um lugar do nosso Brasil. Lá, ainda não é o fim do mundo, mas fica muito próximo. Cruzar essas estradas todas pra levar conhecimento a um povo hospitaleiro, como diria a propaganda da CREDI CARD, não tem preço. Mas esse tem sim, meu salário de todos os meses. Sábado tem mais... Me aguarda Chega Tudo!
← Postagens mais recentes Postagens mais antigas → Página inicial
Editado e Instalado por