NOTÍCIAS DE MARACAÇUMÉ/JUNCO DO MARANHÃO E REGIÃO. Contato: (98) 98721-8362 E-mail: blogdorenatocosta@gmail.com

sábado, 30 de junho de 2012

ANSIEDADE


A ansiedade é um sentimento tão nefasto, que destrói a capacidade do homem de reagir em meio à solidão profunda. Provoca uma paralisia as energias da fé, que são neutralizadas e sufocadas. Esse sentimento se não cuidado e tratado, pode levar o homem a morte espiritual ou deixar sequelas para sempre.

RENATO

sexta-feira, 29 de junho de 2012

LÁGRIMAS


Lagrimas jorram dentro de mim, quem me olha não percebe, é um dom fingir isso, que aprendi desde sempre e não sei como explicar. Parece que as cores da vida não tem sentido, tudo que me proponho a realizar... No final vira ilusão.

Meu chão não tem firmeza, a todo instante aumenta um vazio em minha alma, meus projetos de vida não tem consistência, e a todo o momento pergunto-me: qual a razão da minha existência?

Ouço falar de Deus a todo o momento, na igreja, na televisão, nos livros, na Bíblia que leio e releio e nada de novo acontece em minha nova velha vida.

Já tentei de todas as formas compreender os mistérios do mundo, pra depois tentar compreender-me, mas o entendimento do mundo é complexo, portanto, eu também sou.

Sou humano, sou carente, dependente de alguma coisa misteriosa que falta ser descoberta, meus instintos me dizem que irei achar.

Resta saber que, quando esse dia chegar, eu ainda tenha prazer de viver, dias pra aproveitar, e fé pra acreditar em tudo que se mostrar.

RENATO

MEDO



Sou fraco, confesso que às vezes minhas forças não conseguem avançar aonde devia ir; que os projetos almejados não passam de ilusões da mente por abdicar antes que o fim seja avistado e suplantado.

Isso frustra, provoca medo, faz a fé se encurvar, e nesse labirintado de nomenclaturas, vejo-me esturdiado, abatido de lutar, cansado de avançar, exausto de recomeçar novamente e perceber que tudo se evapora no ar.

Quantas vezes pensei que iria conseguir, quantas vezes pensei que iria conquistar o porto seguro, mas outra vez meu barco balançava, e balançava ainda mais e quando menos percebia, já estava em alto mar, afogado em minha angustias, buscando uma praia qualquer pra escapar da morte fatal.

Aprendo muito com meus erros, erros tais que não deviam fazer parte da minha vida habitual, mas como uma onda vem, e suplanta minha mente, embriaga-me, fazendo retornar ao erro primitivo.

Quero mudar, quero avançar, quero chegar ao final desta história e quem sabe, conquistar ao extremo da jornada, cantando um belo hino da vitória, o meu troféu tão cobiçado.
RENATO COSTA

quarta-feira, 6 de junho de 2012

terça-feira, 5 de junho de 2012

NOVOS TEMPOS


A igreja vive novos tempos, não que isso seja ruim, mas algumas atitudes deixam a desejar e a transformam em uma instituição sem valor moral e ético.
Ser sal e luz do mundo foi o principal objetivo de Jesus quando instituiu a igreja, não igreja templo, mas sim a igreja corpo, para fazer a diferença no meio de uma sociedade corrompida.
Mas será que estamos executando em nossas vidas o propósito do mestre?... Ou ao invés de fazer diferença estamos agindo pior que os ímpios lá fora? Essa reflexão bate em nossa porta no momento oportuno, quando, olhamos a igreja mergulhada em assuntos que ao invés de trazer beneficio, gera um distanciamento de seus membros. Provoca uma rivalidade que as escrituras condena veemente.
Isso tudo entristece o Espirito Santo, pois a igreja nasceu para ser santa, não um lugar para discursões de assuntos que giram em torno de zeles pessoais. A igreja deve agir com ordem e decência e praticar a arte suprema a qual lhe foi designada: pregar o evangelho e ganhar almas para o reino, a tempo e fora de tempo.
Tudo que foge desse padrão foge do propósito de Deus. Deus não está onde existem contendas, brigas, rivalidades, disputa, engano e acima de tudo, em lugares onde os cujos não olham para o bem do crescimento da igreja, mas sim, para o crescimento da sua tapeçaria.
É uma vergonha o que está acontecendo dentro da igreja hoje. Se os primeiros cristãos pudessem contemplar a situação, não diria que a igreja atual é a mesma que um dia eles fundaram. Tudo que não devia está entrando na igreja (e acredite) pela porta da frente.
Novos tempos, novos rumos, onde será que a igreja vai parar?

POR: RENATO COSTA
  
← Postagens mais recentes Postagens mais antigas → Página inicial
Editado e Instalado por