NOTÍCIAS DE MARACAÇUMÉ/JUNCO DO MARANHÃO E REGIÃO. Contato: (98) 98721-8362 E-mail: blogdorenatocosta@gmail.com

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

RETROSPECTIVA 2011

O ano que passou (2011) foi um ano muito bom, embora não tenha ainda achado uma maneira de arrancar o espinho da minha carne que me dói constantemente, desse modo tenho tolerado todas as dores e desalentos causados pelo mesmo. O meu consolo ao olhar-me assim, é que existem pessoas em situação muito pior, e cada uma delas segundo as suas limitações conseguem sobreviver aos percalços da existência. Por que eu não conseguiria vencer da mesma forma?

E assim estou perpetrando: vivendo e tecendo a minha historia com as ferramentas que Deus me deu, e quero dizer que não foram muitas. Faltaram bastante ao meu leque de qualidades, comparado a muitos por aí. Mas tudo bem, nesta vida tem um por que pra tudo no final, no remate de tudo compreenderei o motivo de tão pouco – vamos dizer – magicatura.

Voltado ao assunto que foi o ano de 2011, continuo conservador, aprecio os bons costumes e zelo pela sobrevivência disso, pois o mundo não precisa de mais patifaria do que existe, portanto, enquanto viver farei dos princípios éticos clássicos, a minha bandeira a defender até que a morte se apresente a mim e me leve dessa terra para um outro lugar: a saber... O céu magnânimo de gloria!

Na igreja, continuo com a função de secretário de missão, secretário da reunião da oficialidade e organizador de eventos especiais, e este ano foi incorporado mais uma função, o de coordenador de adolescentes e do vocal vida nova, ou seja, mais trabalho pra fazer e com uma pitada a mais, um grande desafio de fazer o grupo de adolescente acender e mostrar um grande trabalho para a igreja e principalmente para Deus. Se esse árduo trabalho será fácil? Eu respondo que sim! Pois além de querer fazer, eu possuo uma grande habilidade que falta a muitos líderes por aí que se chama: coragem! Isso mesmo, coragem de abarbar as situações mesmo elas dizendo que não iram dar certo. Não me estou vã gloriando: apenas estou afirmando uma sutil verdade que ouço há anos.

Neste ano também, tive o imenso prazer de fazer um culto todo especial aos irmãos que se destacaram na igreja nos últimos tempos, exercendo as mais diversas funções na Eclésia, esses receberam um diploma honra ao mérito pelo esforço e dedicação a causa do mestre: parabéns a todos que venceram, e quem não recebeu quem sabe na próxima vez.

Também foi realizado o casamento do pastor Francisco, um evento dadivoso e que trouxe bastante dor de cabeça tanto para mim como para a irmã Cristina, dores essas que fazemos questão de esquecer. Mas foi honroso poder colaborar com nosso pastor e sua esposa em um sonho que foi pra lá de lindo, pois sem sombra de dúvida ficou impecável o enlaçar. Parabéns pra quem organizou!

No campo do louvo, esse ano abandonei definitivamente o vocal El Shaday, após dez anos como componente não tive mais folego, ou vontade, mas quero ressaltar que amo esse grupo e torço que ele permaneça firme louvando a Deus continuamente e, gritando bem alto: o meu louvor será para ti continuamente!

Esse ano também foi espetacular, onde pude experimentar inúmeras aventuras na estrada de Maracaçumé a Chega Tudo e de Chega Tudo a Cinquentinha – tudo isso por conta de ter passado no concurso de Centro Novo para professor e, a secretaria de educação ter me lotado nas quadras do município. Após passar todo esse ano, onde atravessei estradas cheias de lamas e muita costela de vaca, pude dizer bem alto no ultimo dia 15 de Dezembro de 2011: venci a batalha! E não perpetrei o que eles mais ansiavam, ou seja, a minha desistência. Hoje, pensando no que vive não me arrependo de nada, pois foi uma experiência linda, onde pude conviver com pessoas legais em certos pontos e principalmente colaborar com meu conhecimento com crianças que ficaram para sempre em minha mente.

Seria hipocrisia da minha parte dizer que, não senti saudade de tudo que vivi, pois o homem é o produto do meio, e querendo ou não, eu fiquei oito meses por lá, e as vezes tenho muita vontade de voltar, mas em alguns momentos da vida temos que sacrificar as vontades para abrolhar outras melhores, e que traga fruto da felicidade constante não apenas momentânea. Valeu pela experiência e enquanto durou.

Enfim... O ano se findou e, para minha alegria bem no finalzinho dele a minha amada Elcione resolveu me agraciar com a sua doce presença e mais, totalmente modificada em pensamento e atitudes. Quando digo isto, podeis acreditar, ela conseguiu me surpreender e me deixou loucamente extasiado, tudo que queria veio como presente de natal, pascoa, aniversario e todas as datas que no calendário há. Isso que dizer que estou feliz... Muito feliz! Em certos momentos, pois em outros me sinto igual um pé de coco plantado no deserto do Saara: solitário.

Até mais e desculpe pelo imenso texto.

RENATO



HOJE

Hoje é um dia especial, pois você está lendo este texto, e ele foi escrito pensado em você. Quem sabe estais pensando em abandonar a cruz, chutar o balde e desistir da caminhada cristã, ou então, mesmo não querendo largar a cruz está chorando lagrimas de sangue, com problemas que não tem jeito.

Eu sei que as lutas são difíceis, mas queria lhe dizer: não temas, porquanto às vezes, a dificuldade não é tão grande assim, mas a transformamos em algo monstruoso, imbatível, ou seja, sofremos antecipados por aquilo que criamos.

O medo aliado à falta de fé é a principal causa de fracasso na vida diária, criar situações conflitantes é a especialidade de nossos pensamentos, mas comprovadamente esses conflitos não passam de exagero que são dissipadas pela força do tempo.

O tempo é que revela que provações não são tudo aquilo que pensamos ser, todavia nutrimos tal sentimento que laureie a alma e nos faz parecer deprimido sem falto de amor próprio.

As lutas existem e devemos encará-las de frente sem titubear, pois caso você faça o contrário ela irá lhe tragar, conduzir-lhe a abismos profundos e sem voltas, por isso, ao invés de ficar chorando pelos cantos: levante a cabeça e entre na guerra pra vencer o inimigo.

Esse tal inimigo, que pode ser concepção da sua imaginação – é, portanto -, fácil de vencer, deve se afrontado de frente com força é fé, a confiança vem de Deus, e a força de Deus está na Bíblia, então, mergulhe nas sagradas escrituras e renasça das cinzas pra cantar o hino da vitória em tempo de paz.

RENATO

O MEDO

O medo faz parte de mim,

Cada momento que vivo

Sou suplantado por forças,

Que corrói a minha fé...

Não vivo mais eu,

Mas a tristeza vive em mim,

E leva a alegria

A farta fantasia que ainda

Existi em fragmentos.

Eu sei.

Sou fraco demais,

Não nego pra ninguém,

Está escrito em meus olhos,

Na minha historia também.

RENATO

USE A FÉ

Nesta vida passamos por momentos nefastos que imaginamos ser o fim de nossa historia. Momentos esses que parecem ser: o abismo mais fundo, o leão mais forte, o deserto mais seco, ou até mesmo a batalha invencível. Mas nada disso se confirma porque ao nosso lado existe um mais forte do que tudo isso: Jesus Cristo.

Ele é maior que os nossos traumas mais íntimos; do que os nossos temores mais escondido; e maior do que os nossos medos ocultos. Somente Ele pode vencer em nosso lugar, porquanto Ele tem todo poder em suas mãos... Confiar nele é o segredo para conquistar as vitórias impossíveis!

Quando depositamos nossa fé nele, temos o prazer de ver o sobrenatural acontecer em nosso viver diário. No entanto, para isso incidir temos que ter uma atitude de valente, ou seja, temos que agir igual Davi. Pequeno e desacreditado, mas com fé que mesmo dentro do impossível conquistou o improvável: venceu um gigante com a força de uma fenda e uma fé imbatível.

As circunstancias que se desenharam na frente do pequeno Davi era para ele desistir naquele momento, mas ele tinha fé, e essa fé o levou a lugares altos que as histórias bíblica nos revela. Alem de vencer o gingante com uma fenda, Davi se tornou rei de Israel posteriormente, e é registrado na Bíblia como um homem segundo o coração de Deus.

Essa narrativa nos encoraja a sermos pessoas mais audaciosas em nossas lutas, não podemos apenas querer vencer um gigante, temos que vencer as guerras que se colocarem em nossa frente. Quanto mais vencermos, mas troféus teremos para expor na história de nossa existência. Não podemos desejar o pior dessa terra, temos que ousar alcançar o melhor, e para isso é preciso ter fé para vencermos os nossos inimigos.

Use a sua fé abundantemente e sem reserva, e verás os milagres se materializarem em sua frente, isso não é lenda! É real!... Mas apenas para aqueles que acreditam no impossível.

POR: RENATO...

SENSAÇÕES

Adrenalina percorre as veias e viaja pelo corpo produzindo milhões de sensações. Apenas um toque é capaz de produzir tudo isso em um único instante. Ditame que o universo conspira e acata, até as palavras são fatores que contribuem para a fogueira “que se transforma o corpo” e conflagra a alma em abraços, beijos e sexo.

As sensações são tão fortes que a mente fica impossibilitada de ajuizar sobre os riscos de certas atitudes que podem deixar marcas para sempre. Isso se chama atração: relação de dois corpos que se uni em único intuito... Perpetrarem um momento de amor, onde o apego e a paixão se resumem em uma única percepção... Prazer!

Esse deleite todo do sexo favorece para o metabolismo do corpo o que beneficiar uma qualidade de vida saudável. E mais, possibilita dias melhores com disposição para exercer as atividades com vivacidade e jovialidade na alma.

O sexo não é Deus, mas produz milagres imagináveis pela razão humana, milagres esses que são comprovados pelos estudos da ciência e suas tecnologias. Portanto, não é errado praticar sexo, desde que seguro e pautado dentro dos princípios éticos estampados na Bíblia, ou seja, só vale para quem está casado e bem casado!



RENATO

TEMPO DE CRIANÇA

Queria voltar ao passado... Pro tempo de criança, parodiar sem parar e sonhar acordado com as nuvens no céu a se materializarem de acordo com a minha imaginação. Queria brincar com amigos que outrora não olhavam os defeitos e não guardavam amargura no coração.
Como era bom esse tempo, mas duraram tão pouco, as lembranças ao passar do tempo vão ficando fragmentadas. Será que daqui a 20 anos ainda lembrarei de algum detalhe daquela estação magnífica? O tempo dirá!
Era tão legal que lembrar causa dor, uma dor de saudade que não volta mais. Essa nostalgia que percorre a minha alma agora é a mesma que aproveitou tudo aquilo sem imaginar que um dia iria acabar.
Se eu pudesse voltar ao passado, ao tempo de criança, aproveitaria dobrado cada segundo e viveria de peripécias diárias e constantes, pois o que vale na vida é esse tempo que quando pensamos que começa em outro instante se finda.
O que sobra disso tudo: saudade e mais saudade... de um tempo que nem mesmo o tempo pode apagar, mas mesmo que apagasse fica marcado no coração e de lá ninguém arranca.

RENATO
← Postagens mais recentes Postagens mais antigas → Página inicial
Editado e Instalado por