NOTÍCIAS DE MARACAÇUMÉ/JUNCO DO MARANHÃO E REGIÃO. Contato: (98) 98721-8362 E-mail: blogdorenatocosta@gmail.com

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Cristina... uma pessoa especial!



Existem pessoas especiais que cruzam nosso caminho e ficam grudadas em nossos corações e, esse movimento é constante. Nos últimos dias, estou tendo a oportunidade de conhecer melhor a irmã Cristina Piancó. Uma jovem senhorita que já enfrentou lutas tremendas nesta vida que somente ela pode relatar. Mas acima de tudo superou todas as dificuldades. Não teve medo de encarar os desafios e o resultado disso: E uma mulher madura e com propósito de vida definido.

Estar ao seu lado na frente da secretaria de missões, é um grande prazer. Aprendo muito com suas experiências, como também ela adquire com as minhas. O sucesso de uma equipe em organização seja ela empresa, escola ou igreja é: a união da equipe e a visão igualitária, que nesse quesito, eu e Cristina temos a mesma linha de raciocínio.

Torço muito pelo seu sucesso. Acredito que os seus desejos não vão custa a se concretizar.

“Cristina... Você é muito especial para mim e para a igreja de Cristo. Saiba que as lutas são como chuva de verão... Passageiras. Breve, muito em breve você vai cantar o hino da vitória, e eu irei lhe aplaudi de pé; Tenha certeza disso! A tua vitória terá sabor de mel”, como costuma sempre cantar!











DA ÁGUA PRO VINHO









Dois anos depois, as pessoas ainda se perguntam como a extravagante Elcione Nascimento, até então atrelada com o modismo do mundo conseguiu se transformar-se em uma adoradora fervorosa e capaz a resgatar a beleza escondida dentro de si. Eu sei como foi... E vou lhes contar agora: sem demagogia ou exagero da minha parte, o grande responsável pela transformação explosiva da moça, foi o santo “espírito santo”. Claro que sem desmerecer, vem à entrega completa corpo, alma e tempo.

Quando ela desfilava na igreja ainda trajada da mesma forma do mundo, o espírito santo devagarzinho e com calma começou a cobrá-la por mudança. “Eu me olhava diante do espelho e sentia repudio por aquilo, e resolvi arrancá-los” dizia ela tempos depois falando dos brincos.

A forma carinhosa que Deus conquistou-a fez toda diferença em sua caminhada cristã. Ela teve tempo para amadurecer, modificar o seu modo de agir e se comportar. O resultado de todo o seu esforço de crente poderia ser vistos nas almas aceitando Jesus como o seu salvador, não por que ela era melhor do que os outros, mas foi simplesmente pelo fator ímpar: as pessoas contemplavam a transformação e a diferença em sua vida!

Outra coisa que favoreceu o seu sucesso como crente era a disponibilidade de fazer a obra de Deus, mesmo que fosse a sol quente ou temporal de chuvas, ela não pensava duas vezes para obedecer ao chamado do mestre. Por isso muitas vezes foi chamada de louca dentro de sua própria casa – por não medir obstáculos para socorrer uma ovelha ferida ou mesmo em estado de morte.

Durante os primeiros meses, ela ousou a fé e fazia o que Deus mandava. Nunca retrocedeu e teve medo de encarar os obstáculos que pairava sobre a sua frente, mas sempre preferiu encarar as lutas e vence-las.

Das muitas lembranças que tenho que precisaria de varias paginas para registrá-la, uma se desenha constantemente em minha mente, o dia que parei pela primeira vez para ouvi-la. Parecia um momento mágico e, que jamais imaginaria um dia acontecer. Foi ao termino do ensaio do vocal “El shaday”, numa noite de terça-feira, o céu estava claro e a noite agradabilíssima. Naquele dia percebi que minha fé era tão pequena perto da dela, e na mesma proporção que ela relatava a sua historia de transformação, a minha auto-estima de crente crescia simplesmente pelo testemunho pessoal dela. Os detalhes contados com uma ternura nunca visto, por vezes vinha a ânsia da emoção, mas me segurava para não demonstrar fraqueza.

Depois desse dia, as nossas conversas se tornaram corriqueiras e constantes, atravessávamos as horas sem perceber, a ponto de incomodar a sua mãe, que não gostava muito de nossas conversas. (um dia simplificarei essa historia).

E foi assim: Para aqueles que não apostaram na conversão da moça, perderam e perderam feio! Prova disso, é a própria cheia de vida e continua nadando nos mistérios santos de Jeová. Isso é pra calar a boca dos que falam demais e perdem seu tempo opinando onde não devem.













quinta-feira, 29 de julho de 2010

ELDA, GRANDE AMIGA!

Elda, a moça da foto ao lado, comigo.

É uma pessoinha que aprendi a admirar muito nesse ultimo ano. Posso afirmar que ela faz parte do rool dos meus melhores amigos. Alem de ser excelente companhia, é divertidíssima – fala a minha língua, alem de interagir com mesma linha de raciocínio.

Quando, vez por outra a gente se encontra, a maioria das vezes no “guaraná da Amazônia” (point de encontro de amigos), a gente ultrapassa a realidade e, trazemos assuntos que a maioria dos mortais lúcidos jamais pararia para discutir. Essa interatividade faz a nossa amizade ter sempre algo novo – debates polêmicos e brincadeiras de duplo sentido que não podem faltar sempre estão em pauta, é o foco das conversas! Ainda mais, quando, certas pessoas como: Perote, Joy, Seu Raimundo e a Neide, entram na conversa ou debate, o disse me disse fica mais atrativo.

Pessoas já chegaram até a pergunta: “por que esses dois de igrejas tão diferentes são amigos?”. A verdade é que existe uma cumplicidade e, principalmente um respeito um pelo outro, independentemente da fé profanada. O que importa realmente: e a essência da pessoa e a riqueza de talento que ela pode lhe oferecer em todos os sentidos. Claro que os credos de cada um têm que ser respeitados. E eu mais do nunca respeito à opinião de todos, vivemos em uma sociedade livre – onde os direitos a crença, é garantido pela constituição. Essa questão de igreja interferir nas ralações pessoais já está ultrapassada. Estamos em pleno século XXI, onde os valores são outros e até os dogmas da igreja é colocado como suspeito. Espero que tenha responde a altura aqueles que se pergunta a esse respeito!

SIGA EM FRENTE... NUNCA DESISTA!

Sempre esperamos noticias boas. Mas às vezes o que tanto desejamos não acontece na hora que queremos! Vira e mexe nos frustramos com coisa simples da vida, que devemos superar com força e determinação! A vida é feita de fracassos, caso o contraria seria muito sem graça viver – se tudo fosse conquistado com o piscar dos olhos, não teríamos a capacidade de nos reciclar e buscar a perfeição, que só é adquirida com os fracassos e os erros constantes. Há momentos que pensamos que: “nada em nossa vida dar certa”, mas na verdade, o momento certo ainda não chegou! Acredito na filosofia do destino: que todos uma vez na vida – tem uma oportunidade, capaz de transformar o pequeno mundo; em algo que ultrapasse o conformismo de sempre e faz o voo ser mais alto e constante!



Voar alto. Esse é o sonho de todo ser humano que se preze. E que almeja escrever o seu nome no rool dos vencedores. Ousar, e arriscar sem medo de errar! E isso faz parte da vida! “Uma criança só aprende andar de bicicleta, quando cai varias vezes, mas mesmo sentindo dor, ela persiste até na hora que consegue se equilibrar em duas rodas”, assim é a nossa vida, temos que ter a capacidade de enxergar nos erros e fracassos e, a parti desses erros, corrigir as falhas e buscar a perfeição. Uma grande parte de profissionais de diferentes frentes, não decolam em sua área de atuação, por se conformar com o que tem, e não buscam meios de aprimoramento ou reciclagem que desenvolva um potencial mais moderno e informado que tanto o mercado pede. Não adianta apenas querer, “por que querer não é poder!”. O esforço ainda é a melhor maneira de se conseguir o sucesso! Mesmo que custe um pouco, creia em sua capacidade. Os maiores vencedores foram aqueles que não desistiram no trajeto, portanto, siga em frente e, mesmo que um grande Jordão se forme em sua frente – ultrapasse por cima. A terra que “emana leite e mel” estará do outro lado! A um passo de você.










FOFOCA


Fofoca é um mal que até aonde a gente pensa não haver e aonde mais se encontra “a igreja”, lugar de paz e sossego que na verdade era pra não admitir essa praga. Mas Abraça com toda força e faz com que a organização religiosa não tenha diferença nenhuma do mundo lá fora. E o pior de tudo isso, é que na maioria dos casos envolvendo fofoca dentro das igrejas, vem temperado com pitadas de interesses próprios. Pessoas que estão lá dentro para aparecer aos olhos dos outro fieis: “que ele é importante e carece ser visto por toda a congregação”. Esse falso cristão está no local errado, pois aonde as pessoas trabalharam para aparecer é na passarela da moda. Mas para isso têm que ter atributos físicos para tal função – caso contrário – tem que ser artista de rua, aqueles que se pintam e fica parado nas praças esperando as pessoas olharem. Não dentro dos templos, perturbando e atribulando aqueles que estão lutando para consegui um lugarzinho no céu. Coisa que não é tão fácil de adquirir! Ainda mais em mundo de pecado como o nosso.  Onde a inversão de valores entra nas igrejas com toda força e vem causando grande estrago no coração dos fies. A fofoca tem que ser exterminada urgentemente do meio da igreja, pois disso depende da saúde da eleita do senhor. Quando os crentes verdadeiramente encararem esse desafio: a igreja irá crescer e o inferno terá um tremendo prejuízo.
 

Renato e suas historias...


Hoje eu queria falar um pouco de mim.  Eu, “Renato”, rapaz pacato e cheio de sonhos para realizar. Nasci em Santa Luzia do Paruá – em 14 de Dezembro de 1983, numa manhã linda de quarta-feira. Mas permaneci por lá por pouco tempo, nem lembranças remotas em minha mente tenho registrado deste período da minha vida. Os meus pais logo se mudaram para um povoado chamando Bacuri torto – pertencente à cidade de Cândido Mendes. Lá aprende as coisas básicas da vida – como falar – andar – brincar e etc., [...]. As peripécias eram constantes, pois o povoado pequeno me dava autonomia de fazer o que vinha na minha cabeça, minha mãe e meu pai meio que não se preocupada e cresci na liberdade total, Até a separação deles no inicio dos anos 90. Após esse ocorrido trágico que deixou marcas profundas, que prefiro não comentar. Viemos embora para Cândido Mendes e em seguida para Maracaçumé, que ainda não é a minha cidade definitiva – pois pretendo assim que o destino permitir, buscar novos horizontes para viver. Nesta cidade (Maracaçumé) comecei minha vida estudantil. Um pouco tarde, pois as trocas de cidades não favoreceram muito aos estudos. Voltando um pouco na historia me recordo que ainda passei uns dias na maternal de Cândido Mendes – onde eu lembro como se fosse hoje que: quando entrei na sala e, minha mãe me deixou sozinho com aquele monte de gente estranha, chorei tanto, até não sobrar uma ultima lágrima nos olhos. (risos – por lembrar), Voltando para Maracaçumé à cena não se repetiu, pois eu já estava acostumado com o ambiente e as coisas foram pacificadoras.
A minha vida nunca foi mil maravilhas! Já fiz coisas que na infância é normal como: vender geladinho, picolé e por fim roupa usada. Essa ultima me deu credencial para mudar para vendas de roupa nova, onde até hoje continuo! Nessa trajetória de vida, existe um dia, um mês e um ano que mudou a minha vida – o dia 29 de Janeiro de 2001. O dia que eu aceitei Jesus como o meu salvador. Foi uma noite preparada pelo céu. Por vários dias vinha ardendo um desejo em minha alma de ir para a igreja e, sem esperar, um dia ouvi hinos serem entoados e de casa dava nitidamente para escutar. Era um culto especial (aniversário de um ano do templo da igreja da Assembleia de Deus). O pastor dirigente era: Pr: Josimar, um moreno auto e voz forte. Assim que cheguei à avenida e meus olhos percorreram aquele ambiente... Meu coração começou a bater rapidamente, havia uma guerra no meu interior, mas eu havia saído de casa com uma decisão a tomar. Hoje analisando aquela situação eu sei que o céu e o inferno estavam travando uma briga por minha pessoa, mas o espírito santo conseguiu quebrar toda barreira e opressão que cobria a minha mente. Na hora do apelo, sozinho sem ninguém para me convidar, eu crie forças do alem e conseguir percorrer aquele corredor, cada passo que eu dava uma energia negativa me puxava para trás... Mas segui firme e consegui chegar até o final – gloria Deus nas alturas!
Depois daquele dia a minha vida tomou novos rumos, aprendi a palavra de Deus e, a verdade se abriu como uma pagina de um livro para mim. Consegui discernir o que é certo e errado diante de Deus. Os valores sobre vida tiveram um outro significado para mim... Após amadurecer na fé percebi que muitas coisas das quais pensava não ter dentro da igreja – havia e com ambulância. Descobrir que a salvação não era tão fácil assim como se pregava, mas era algo que se tinha que buscar constantemente. Pois as lutas antes vividas, se intensificavam dia após dia.
Hoje olhando a minha história de fé, posso dizer assim como o apostolo Paulo falou: “ate aqui me ajudou o senhor!”.
Depois desse ocorrido já são: 10 anos de evangelho e, sem planos de parar na caminhada.
Hoje eu tenho um propósito de vida que é: encontrar uma pessoa que me respeite e saiba aceita os meus defeitos e diferenças. Acredito que cada pessoa tem um momento especial preparado por Deus a se revelar, e creia que esse dia muito em breve nascerá e junto com ele, a minha Rebeca tão esperada. Não tenho a perfeição de um príncipe e nem tão pouco a fisionomia de um sapo, mas tenho o que muitos por não tem, a sensibilidade de entender os mistérios do amor. Tenho certeza que quando a minha prometida, resplandecer em meu olhar, saberei que amor veio pra ficar.
Assim sou eu!
Quem se prontificar a me conhecer não perderá seu tempo! E, isso não é demagogia e posso provar, e só perguntar pra quem me conhece. Eles terão muitos motivos para confirmar tal afirmação!



 



  
  
 

A minha primeira vez...


Aconteceu quando eu tinha 14 anos, com uma garota chamada... Ela trabalha na minha casa e para a minha sorte também dormia. Durante o dia percebi que ela não parava de olhar para minha beleza, e nas horas vagas do dia escrevia pequenos bilhetes para ela.
Nesse período da minha vida: a puberdade a flor da pele – as emoções da carne nas alturas – me vieram mil planos para conquistar-la.
Os meus bilhetes infalíveis logo surtiram efeito – nos olhares sinuosos a me fitarem – quando ela olhava para mim de relance. Percebi que a sedução seria mais fácil do que pensava.
Durante a noite, após a faixa nobre das televisões. Quando minha mãe já tinha ido dormir. Entrei em cena para experimentar algo novo em meu mundo: “assim pensava”.
A... foi logo deitar, mas antes disso – deu aquele olhar, desejando algo a mais naquela noite e, lançou um bilhete tentador diante de mim... “O bilhete dizia que me esperaria em sua cama”.
O coração nessa hora disparou de... A mente desenhou coisas que nem lembro mais pelo tempo que faz. Aquele momento simples ficaria gravado para sempre em minha mente – certo disso que após 12 anos estou descrevendo com os mínimos detalhes aquele dia especial.
Voltando a cena – me aproximei do quanto, com o sangue fervendo nas veias de tanto... Fitei meus olhos em seu corpo que ainda estava vestido e, me lancei em seus lábios macio feito maça madura. O resto meus caros leitores devem deduzir o que aconteceu!
No outro dia, eu e ela não conseguíamos encarar-mos um ao outro. Tamanha era a indiferença, mas isso demorou ate o fim da noite, quando, se repetiu as emoções novamente...

Fim...

TEMPO DE CRIANÇA...



Ah! Como eu sinto Saudade daquele tempo que não volta mais. Tempo de criança, onde as brincadeiras era o motivo de viver e sonhar! Como era gostoso correr entre as arvores, com o sangue fervendo na veia – correr e pular, pra lá e pra cá, sem a noção de tempo pra terminar toda aquela animação. A magia da televisão então, ao chegar da escola com tanta pressa para assistir os últimos desenhos da programação – olhos atentos pra não perder uma cena. E depois imaginar-se que é o personagem principal do desenho. Essa magia toda era mesclada com figurinhas para colecionar. Lembra-me que no período que o desenho “CAVALEIRO DO ZODÍACO” estourou na televisão – na extinta TV Manchete.  Eu comprava chiclete apenas para adquirir as figurinhas e encher álbuns e mais álbuns. Era uma loucura total... Mas que fazia tão bem pra alma. Eu estudava na escola DR: Norberto: não era um grande aluno – prova disso que naquele ano fiquei reprovado... Não sei se foi culpa dos desenhos, mas em certas partes atribua a eles sim! Pois o meu tempo livre para estudar-, era ocupado sentado na frente de uma televisão! Mais não ligava muito para os estudos. Eu era um pércimo aluno! Principalmente nas serie iniciais, só vi melhorar após ser reprovado na terceira serie. Criei vergonha na cara e me dediquei mais na escola.
A escola que tanto me dar saudade. Estudei praticamente meu ensino fundamental todo na escola “João Miranda” – grandes aventuras vivi, por vezes fui suspenso – grandes amigos formados, mas pela força do tempo, se espalharam e hoje se passamos um pelo outro, não temos a capacidade de lembrar-mos daquele tempo tão bom de criança. A melhor parte da escola era a hora do intervalo, quando, sempre que possível brincávamos de “pega ladrão” – essa brincadeira era sensacional, no final saímos todos soados de tanto correr, pular e bagunçar as carteiras. Mais valia a penas, pois gastávamos bastantes calorias, nesse tempo não tinha noção disso, mas hoje vejo a vantagem desse exercício todo.
Pena que toda essa fase boa passa e resta apenas saudade desse tempo bom que não volta mais. Sobram as responsabilidades que temos que assumir durante a vida como: trabalho, família e emprego. E para os pais, que ainda não e o meu caso: tenha sensibilidade com seu filho e deixe-o fazer certas coisas que você gostava principalmente as peripécias.
   

terça-feira, 27 de julho de 2010

ETERNAS SAUDADES...


 
Já faz quase quatro anos que o Thiago se foi – um amigo da igreja que sofreu um acidente que envolveu duas motos e uma vaca. Foi numa noite de sábado. Ninguém imaginava o que iria acontecer naquele fadigo dia, mas o improvável aconteceu. Saímos de Maracaçumé com o objetivo de participar de um encontro de bandas gospel na cidade de Santa Tereza, o evento não supriu a expectativa! pelo menos a minha. O clima no ambiente não era um dos melhores... Recordo-me que o Thiago assistia as bandas se apresentarem na maior calmaria, logo ele não gostava da folia, do pula-pula. Era mais na dele, com os amigos mais chegados. O evento terminou por volta das 23 horas e os que foram de moto, foram os primeiros a retornar e, em seguida os carros pequenos.



O céu estava escuro... Derrepente já voltando para Maracaçumé nos deparamos com uma vaca morta e o Izaque caindo no chão esperando um carro para ser levado para o hospital. O pânico tomou conta, pois fomos os primeiro a chegar ao local do acidente. O motorista do nosso carro era o Élson Carlos que se prontificou de levar o Dime (Izaque) para o hospital. E o resta da turma ficou no local esperando o Élson voltar. Derrepente para a nossa surpresa um carro trazendo jovens de “Governador Nunes Freire”, derrapa na pista – o motorista freou bruscamente em meio aos cacos de vidro do primeiro acidente... Uma moto que vinha atrás não deu tempo de frear, bate na traseira e, os dois passageiros da moto são lançados para longe... Eu que nessa cena estava a olhar a vaca morta do primeiro acidente, vi a morte passar pertinho, pois a moto voou por cima da minha cabeça e Por pouco não pegou em mim. Nesse instante parece que o infernou se transferiu para aquele pedaço de BR. O rapaz da mota agonizava e ninguém tinha forças para ajuda-lo – ele se engasgava com o próprio sangue que jorrava. No local tinha vários carros que poderiam ter levando o rapaz para o hospital, mas ninguém queria sujar os bancos de seus automóveis com sangue. Uma falta de amor pelo próximo se intensificou fortemente naquela noite. É por que éramos todos crentes e pregávamos o amor... Imagina se não fossemos?



Quando o Élson chegou novamente para nos buscar e, viu aquela cena. Ele irou-se tanto que falou coisas que não merecem se publicadas. Mas novamente demonstrando solidariedade levou aquele jovem ao hospital.



Na concepção de todos aos chegar-mos ao hospital de Nunes Freire era que: o Izaque estaria mais grave pela condição que ele saiu do acidente. Enquanto que o Thiago saiu andando e até entrou no carro sozinho.



Na manhã seguinte do acidente, por volta de 10 da manhã a noticia trágica da noite anterior se espalha – e com uma noticia ainda pior a morte do Thiago. O falecimento foi atribuindo por traumatismo craniano. Uma perda que poderia ser evitada se, caso o dono da vaca tivesse prendido o seu animal. Claro que isso não justifica o acidente, mas poderiam ter evitado!



Restaram apenas lembranças de uma pessoa legal. Que viveu tão pouco nesta terra e tinha muitos sonhos para realizar.



Eternas saudades...


















12 DE JUNHO DE 2010


À noite ágape: uma noite especialmente preparada para os namorados. Com uma ornamentação impecável e um coquetel quase perfeito – não fosse à salada de frutas ter azedado. A banda tocou lindos hinos – as brincadeiras não foi àquela agitação, como gostam de fazer os adolescentes, mas foram brincadeiras clássicas e algumas tiradas da televisão, em especial do programa “o melhor do Brasil”. Com apresentação de Ezequiel Reis, que durante o evento anunciava as atrações e lia os torpedos de amor. A festa poderia ter sido melhor, caso os integrantes do vocal (grupo organizador) tivesse cooperado mais... Pois o combinado era para todos trabalharem, mas na realidade, no final muitos desapareceram e ficou nas mãos de poucos. O estreasse foi tão grande antes, durante e após o evento que fiquei tão abalado que nem si quer tive forças para registrar a festa no dia seguinte, coisa que estou fazendo apenas agora... Como registro para nunca eu esquecer aquela fadiga noite.

Prosseguido... Para melhor compreensão tenho que voltar um pouco mais no tempo, no inicio de tudo. Quando iniciamos o planejamento da festa. Todos os componentes se prontificaram de patrocinar com R$ 10,00, mas apenas a metade do vocal cumpriu com o combinado – isso de cara abalou o caixa da festa; pois despesas estavam sendo feita e por incrível que pareça o orçamento praticamente dobrou. Um grande erro que cometemos, o qual poderia ter evitado os prejuízos futuros foi: ter contratado uma pessoa para ornamentar, que pensando bem, depois, poderia ter sido feita por nos mesmo, sendo que mais simples e com menos glamour. Houve outros erros que não merecem ser comentados, mas que acrescentaram despesas extras. Imprevistos que não estavam em nossos planos apareceram e, como avalanches caíram em nossas cabeças – como o caso das cadeiras que estava combinado com distribuidora de refrigerante que iria ceder para a festa, mas devido às festas juninas, na ultimas hora despachou. E atribulados, tivemos que alugar e, com isso aumentando os gastos.

Foi uma sucessão de erros que refletiu no caixa da festa e até no que já estava garantido de outros eventos. Ficamos devendo e ainda não pagamos. Faltam forças para iniciar novamente!

O resumo de toda essa loucura... E simplesmente “experiência adquirida”. De uma coisa eu sei que os erros cometidos serviram de exemplo para os futuros eventos, caso ainda eu ou galera nos atreva a fazer. E mais... Os erros fazem parte da vida, não podemos esperar apenas pelo êxito, pois no meio do caminho existem as barreiras para serem superadas – às vezes se vence... Às vezes não.

A festa “À noite ágape” na final era só elogios. Os convidados amararam o ambiente ornamentado com o toque de criatividade da “Gessilene”, que envolveu o ambiente com uma chuva de luzes que percorria todo o ambiente, dando um ar de céu estrelado. Uma nuvem de fumaça envolvia os músicos que tocavam musicas de amor. Sem falar no slide que abrilhantava, com imagens de pessoas que estavam na festa, sendo que elas não sabiam.

Ah... Pra finalizar, pois eu já ia esquecendo. O meu dia terminou com “chave de ouro” – assim posso falar da minha desgraça final. Lá pelas 2 da madrugada, quando, fui levar a irmã Elcione em casa... Na volta a gasolina da moto faltou e tive que vi empurrando-a. para quem estava quase nas ultimas receber um presente desse é demais!

















sábado, 24 de julho de 2010

NÃO TE AMO MAIS!

Não te amo mais.

Estarei mentindo dizendo que

Ainda te quero como sempre quis.

Tenho certeza que

Nada foi em vão.

Sinto dentro de mim que

Você não significa nada.

Não poderia dizer jamais que

Alimento um grande amor.

Sinto cada vez mais que

Já te esqueci!

E jamais usarei a frase

EU TE AMO!

Sinto, mas tenho que dizer a verdade

É tarde demais...

LIBERDADE PRA VIVER


A vida nos reservas momentos que às vezes não estamos prontos para encarar. Cessações que chega dentro do coração e como um furação conseguem desorganizar as emoções e, fazer com que vida fique mais descolorida, sem sentido! Esse é o meu momento atual, busco encontrar sentido nas pequenas coisas da vida, mas não consigo achar a felicidade. Parece que está faltando algo dentro de mim pra encher esse vazio que me coroe diariamente. A falta de um sentido pra viver provoca uma explosão de sentimentos dentro de mim que às vezes dar vontade de correr pelas ruas desse mundo e esquecer os problemas cotidianos que assolam as janelas da minha mente.

A explicação para tudo isso é muito complexo. Vem desde os primórdios da minha existência, passando pela minha adolescência ate chegar nesses dias, que peço a Deus que acelere os segundos, minutos pra que passe logo essa angustia e eu alcance a tão sonhada paz desejada. Pois acima de tudo tenho sonhos grandes para idealizar antes de partir desde mundo terrível, ignorante, arrogante, preconceituoso e etc., Estou ciente que não nasci apenas pra nascer e, sim pra escrever uma historia pra ficar como exemplo para as futuras gerações e um legado de vitória que servirá de exemplo para pessoas que assim como eu irão sofrer os conflitos desta e vida.

A minha busca diária é encontrar um meio da tão sonhada liberdade pra viver, ser aquilo que realmente eu desejo e quero. Fugir dos paradigmas que a sociedade impõe e que às vezes não é o que eu almejo como ser humano imperfeito que sou. Viver a felicidade plena com todos os atributos que são dados a ela: amor, família, filhos, ser amado e ao mesmo tempo amar alguém, realizar sonhos, ajudar ao próximo a realizar seus sonhos, idealizar as viagens tão desejadas e etc., isso realmente pode se considerar a verdadeira felicidade que preenche o intimo do ser humano. Ser verdadeiramente igual afigura que o Criador desenhou lá no Edem, e sem esquecer é claro, numa vida pautada dentro da palavra de Deus, fonte de paz e da verdadeira alegria.

Mais tudo isso depende unicamente dos meus esforços como ser humano, em buscar idealizar todos esses sonhos e, começar a escrever a primeira pagina de vitória no livro da minha vida. O sucesso depende da minha garra em aproveitar as oportunidades da vida, deixar o egocentrismo de lado e deixar fluir a sinceridade dentro do coração.

A vida é o melhor professor que se possa ter; os erros e o melhor conselho dado; as provas são vitaminas para se fortalecer e seguir avante sem desistir; enfim... tudo neste mundo é relativo depende de como se ver e quem ver, daí formas os diferentes paradigmas que percorrem o mundo das ideias.



Conquistar o Coração de Sua Amada

Contam que no mais alto pico do Tibet vive o mais sábio homem do mundo...Certa vez um rapaz foi à sua procura para descobrir o caminho do coração de uma certa mulher. Chegando ao topo da montanha, na beira de um grande penhasco, encontrou o sábio e perguntou-lhe:- Mestre dos Mestres!! Qual o caminho mais curto e seguro para o coração de uma mulher? O mestre respondeu-lhe:- Não há caminho seguro para o coração de uma mulher, filho. Só trilhas à beira de penhascos e caminhos sem mapas ou bússolas, cheio de pedras e ladeado por serpentes venenosas...?Mas, então, Mestre... O que devo fazer para conquistar o coração da minha amada? Então disse-lhe, o grande guru: - Oh! Aplicado discípulo. Guarde bem os ensinamentos que agora direi... Siga-os atentamente sem errar e você terá o que procura:Não resolva tudo com ignorância;Não cuspa no chão;Escove os dentes;Dê flores e muitos... muitos presentes. Aliás, só dê presentes caros;Levante a tampa do vaso. E lembre-se de abaixá-la depois;Lave as mãos quando sair do banheiro;Não mastigue de boca aberta;Não arrote alto. Aliás, não arrote;Não peide sob o cobertor. Aliás, não peide;Não palite os dentes em público;Dê descarga depois de sair da privada;Corte e limpe as unhas. Não coma as unhas;Não fale mal da mãe dela. Aliás, ame a mãe dela;Use desodorante (que preste);Não fale palavrão;Ria sempre das piadas dela;Não seja engraçadinho com os outros;Não tenha ciúme dela;Deixe ela ter ciúme de você o quanto ela quiser, ela pode;Não fique barrigudo. Aliás, não engorde;Não demore no banho;Não molhe o banheiro, nem a casa e nem deixe a toalha jogada;Não sente à mesa sem camisa:Não tenha chulé;Não chegue tarde em casa. Aliás, só saia para trabalhar e volte correndo;Não beba até tarde com seus amigos. Aliás, não tenha amigos e nem pense em arrumar amigas;Não seja pão-duro, e use pelo menos dois cartões de crédito;Não olhe para outras mulheres. Aliás, não existem outras mulheres;Não fale de sua ex-namorada. Aliás, você nem teve uma antes dela;Não comente suas experiências sexuais. Aliás, você era virgem, lembra?;Diga "Eu te amo" pelo menos 24 vezes por dia;Aprenda a cozinhar;Lave a louça;Arrume a cama, sempre;Ligue para ela, de qualquer lugar;Deixe ela comprar roupas e sapatos sempre que ela quiser.Aliás, ajude-a a andar durante horas procurando uma roupa nova;Deixe ela conversar durante horas ao telefone;Nunca a convide para transar, só para fazer amor.E faça isso com moderação, cuidado redobrado;Discuta sempre o relacionamento, mesmo que não tenha o que discutir;Não ronque;Não goste de futebol;Faça a barba todos os dias para não arranhá-la;Apaixone-se pelos parentes dela, até os chatos;Passe os finais-de-semana em casa, com sua sogra e seu cunhado. E ria sempredas piadas dele;
Nunca reclame de nada;Trabalhe pouco e ganhe muito dinheiro, para poder dá-lo todo para ela;Diga a todo momento que ela é a mulher mais linda que você já viu;Elogie sempre quando ela colocar uma roupa, mesmo que seja de todo dia;Repare quando ela cortar o cabelo, mesmo que seja apenas as pontinhas,e diga sempre que ficou lindo;
E o mais importante, meu filho...-Filho!...espere!... volte aqui!...NÃO PULEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE !!!!!!!!!!!!!

SHOW DA PÂMELA

Essa noite eu tive um sonho meio confuso, cheio de conflitos e polemico. O cenário ficcioso se abriu imenso parecendo um estádio de futebol, preste a receber um grande evento. As expectativas dos organizados eram as melhores possíveis, mas parece que não foi aquilo que eles esperavam, pois vem por outra se ouviam comentar: “como tem pouco gente na platéia, esperamos mais”, exclamavam entre si. Aquele grande evento parecia ser o palco da apresentação de um pop star internacional, pois os gritos vindos da platéia era atormentador, o cordão de isolamento que separava o publico do palco, por pouco não se rompeu, tamanha era a confusão para se aproximar do artista que iria se apresentar. Ate então não sabia do que se tratava. A minha localização era privilegiada, pois estava na parte alta do palco e, de lá podia se ver todos os movimentos da produção e platéia e as expectativa no olhar de cada pessoa que passava por mim. Havia cadeiras especiais no palco, não sei por que razão eu estava lá, não era nenhuma figura importante e nem tão pouco artista ou político para merecer tratamento especial, mas prosseguido... Chega o momento mais esperado por todos, inclusive por mim, a entrada do artista. Para minha surpresa quem entra no palco e a cantora Pâmela (cantora evangélica pop que mescla ritmo e romantismo em suas canções), a apresentação não foi essas mil maravilha, o que se via era chuvas de idolatria oferecida a alguém que devia ser canal do fluir do poder de Deus na terra. Durante a apresentação me sentir incomodado e por varias vezes tive que sair do ambiente, e interessante que eu estava “PELADO”, mas isso não incomodava ninguém, pois agia na maior naturalidade. Derrepente no piscar de olhos acordo transportando para uma casa de varanda rústica, com plantas ornamentadas, um ambiente prazeroso de estar e percebo que estava sonhando e contando-o para Elcione que estava na cidade de São Luis. Na emoção do encontro percebi que fazia um bom tempo que estávamos distante um do outro. E como um desabrochar de uma flor, derrepente uma amizade se abria novamente para vida. As novidades de ambas estampada na mesa do destino e o sonho enigmático o contava e a interpretação não lembro! Mas mesmo no sonho reencontrei e matei toda saudade da estimada e amada Elcione Nascimento. Esse sonho aconteceu poucos dias antes do show da Pámela. O show como todos sabem não foi o que esperávamos, pois o tempo não supriu a necessidade do publico que espera mais da cantora. Que cantou apenas oito hinos e depois foi bater fotos até cansar a beleza – eu, particularmente fiquei indignado com tal atitude de uma cantora que se considera o ultimo biscoito do pacote, e nem canta lá essas coisa – não chegou algumas vezes nem a alcançar as notas de suas musicas, por ai dar pra se notar a qualidade vocal da cantora – que só faz sucesso pelo publico jovem que não tem noção de qualidade auditiva e escuta qualquer porcaria que é lançado no mercado.

O TEMPO

Hoje eu acordei tenso, meio sem coragem. Olhei-me no espelho e percebi que estou ficando velho e o pior careca. Mas fazer o que?
Quis o destino me presentear com tal atributo o que me resta e somente me conformar e tentar reverter à força do destino com a força da ciência... Será que venço essa batalha? Ou terei que usar e me consolar com o ditado que diz: “é dos carecas que elas gostam mais!”-, ainda não existe nada comprovado pela ciência a esse respeito, mas a folha não balança sem vento – quem sabe o povo não tem a razão e o povo no final sempre tem a razão. Voltando ao inicio da historia, percebi que os anos se vão e a cessação que deixa é que cada dia que passa se aproxima mais o dia da nossa morte... Que aflição! E o pior que no meu caso ainda solteiro em plenos 26 anos e meio. O que para a sociedade machista é um absurdo e logo ficam duvidando da masculinidade do cara – embora não ligue para o que os outros pensem ao meu respeito à questão maior é que: a solidão às vezes machuca a alma tão profundamente que o mundo fica sem cor – a vida fica sem sentido e a fé se esperança. Mudar esse roteiro maluco é um pouco complicado, pois quando se acha a pessoa que queremos dividi a vida toda, ela não quer. Quando achamos quem nos ama à química não bate. E relacionamento para casar tem que ter uma base que ambos consinta e partilhe dos mesmos propósitos e aptidões. Quando apenas um quer e outro não, não adianta tentar insistir, pois é meio caminho ao fracasso.
O espelho me diz que tenho que agir urgentemente. Buscar mecanismo mais pratico para alcançar a amada. Se possível em outras praças e cidades. A caçada em busca da noiva tem que começar! Pois o tempo não espera... Ah... Ao lembrar que ontem tinha quinze anos e, os planos para o futuro eram tantos, derrepente me deparo com a dura realidade de querer a perfeição e se descobre que não existe ninguém perfeito! A ilusão que rodeia o nosso pequeno mundo e fica tão obscura a ponto de andamos como cegos em meio a um sol brilhante. Deixa-nos frustrado – magoados – decepcionado. E isso fere o coração. O amor é um ponto de interrogação, que ninguém consegue explicar! Queria eu poder... Mas não foi me dando o saber ainda... Mas quem sabe?

COISAS DE SONHO


Parece que foi real, mas era apenas um sonhos. Estava em um lugar ambientado para uma festa para casais – quando me deparei vindo em minha direção certa mulher que muito conheço, pois fez parte da minha vida em um passado não muito distante: se aproximou de mim e com um olhar apaixonado, beijou meus lábios demonstrando ternura e amor. E sem medo ou pudor sentou nas minhas penas e me abraçou fortemente. E nesse movimento todo eu não sabia como administrar a situação. Digo por que! A tal moça era casada e segundo relatos dela no sonho: o marido tinha ficado em casa, pois o mesmo estava casando do trabalho do dia. Como eu era um amor do passado resolvera curtir a noite comigo! A minha cabeça nesse momento desenhou milhões de acontecimentos que poderiam acontecer posteriormente. Ao me deparar com o ambiente lotado de pessoas que conheciam a historia e poderiam sair falando horrores do ocorrido. Para terminar com essa historia que só acontecem em sonho mesmo. Certo momento da festa ao olhar de relance para trás da minha cadeira, dou de cara com o marido da tal moça: a olhar infinitamente para nos... Mas o que me chamou atenção nessa cena e, que ele não reagiu e a tal moça do mesmo modo. Eu, que não mando nos meus sonhos e eles acontecem sem consentimento do mundo real, aproveitei o momento “do sonho” e tirei a boca da miséria – dando autos beijos que me fizeram regressar ao passado... Engraçado a mente humana, busca imagens lá de trás para atormentar o presente!
← Postagens mais recentes Postagens mais antigas → Página inicial
Editado e Instalado por